Confira a agenda econômica da quarta semana de janeiro

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

A agenda econômica semanal começa com a divulgação, na segunda-feira nos EUA, do Leading Indicators referente a dezembro. O índice, que compreende vários indicadores, dá uma boa idéia da situação econômica norte-americana (-0,3% é o esperado pelo mercado). O governo dos EUA, por sua vez, divulga os resultados fiscais de dezembro (um superávit de US$ 32,0 bilhões é aguardado). No Brasil, o IBGE divulga a Pesquisa Industrial Mensal referente a novembro; enquanto a Secretaria de Comércio Exterior mostra os números da balança comercial na terceira semana de janeiro.
Na terça-feira, o DIEESE divulga a taxa de desemprego de dezembro na região metropolitana da São Paulo. Em Brasília, a Comissão da Moeda e do Crédito – Comoc realiza sua reunião mensal.
Na quarta-feira, é a vez do Conselho Monetário Nacional – CMN se reunir. Nos EUA, o Departamento de Energia divulga os estoques de petróleo e gás referentes à terceira semana do mês, sendo que na semana anterior o total chegou a 287,3 milhões de barris. A Argentina também deverá atrair as atenções ao divulgar o índice de produção industrial de dezembro. No mês anterior, a variação mensal foi negativa em 0,8%, excluindo-se os efeitos sazonais.
Na quinta-feira, é divulgado nos EUA o número de pedidos de auxílio desemprego na terceira semana de janeiro (é esperado 320 mil). Sai também o Employment Cost do quarto trimestre de 2000 (o mercado prevê aumento de 1,0%), índice que mede o custo da mão-de-obra, muito utilizado pelo mercado como um indicador de inflação; e o índice de venda de casas usadas referente a dezembro (estimado em 5,0 milhões). No Brasil, o IBGE divulga a taxa de desemprego de dezembro, sendo que em novembro o índice foi de 6,2%.
Na sexta-feira, o Departamento de Comércio dos EUA anuncia o índice de pedidos e entregas de bens duráveis (previsto para -3,0%). No Brasil, o IBGE divulga o IPCA-15 de janeiro, que apresentou variação positiva de 0,60% no último mês de 2000. Já na Alemanha sai o índice de preços ao produtor referente a dezembro.

Compartilhe