Pesquisa Insper

Confiança das pequenas e médias empresas fica estável no terceiro trimestre

Empresários que participaram do levantamento se mostraram mais pessimistas quanto ao desempenho da economia nos próximos três meses

Após subir 3% no levantamento anterior, o índice da escola de negócios Insper que mede a confiança de pequenos e médios empresários mostrou estabilidade na medição das expectativas sobre o desempenho da economia e de seus negócios no terceiro trimestre.

O Índice de Confiança do Pequeno e Médio Empresário (IC-PMN), como é chamado o indicador calculado pelo Insper com o apoio do Santander, chegou a 65,2 pontos, com leve alta de 0,2% sobre a pontuação da pesquisa anterior, que mediu o otimismo do setor em relação ao segundo trimestre.

Os empresários que participaram do levantamento se mostraram mais pessimistas quanto ao desempenho da economia nos próximos três meses. Nesse quesito do levantamento, o indicador apurou queda de 3,5% na confiança dos entrevistados.

Por outro lado, houve melhora no índice que mede a perspectiva de contratações, que marcou aumento de 2,1%, bem como nas expectativas sobre o lucro e faturamento das empresas, que subiram 1,3% e 0,6%, respectivamente.

O levantamento registrou ainda avanço de 0,8% no indicador a respeito da possibilidade de novos investimentos e estabilidade, com alta de 0,2%, na confiança dos empresários em relação ao desempenho de seus ramos de negócio.

A pesquisa foi feita por meio de entrevistas telefônicas com 1,3 mil pequenos e médios empresários dos setores da indústria, comércio e serviços de todo o País.