Commodities

Compras chinesas de minério da Índia no maior nível em 8 anos

Os embarques de minério da Índia mais do que dobraram, para 20 milhões de toneladas nos seis meses até junho em relação ao ano anterior

(Bloomberg) – As compras chinesas de minério de ferro da Índia atingiram o maior nível em oito anos no primeiro semestre, impulsionadas por choques de oferta de grandes produtores e produção recorde de aço na maior fabricante mundial da matéria-prima.

Os embarques de minério da Índia mais do que dobraram, para 20 milhões de toneladas nos seis meses até junho em relação ao ano anterior, segundo dados alfandegários da China. Também foi o volume mais alto desde o primeiro semestre de 2012, quando o país do sul da Ásia embarcou 27,8 milhões de toneladas.

A China depende muito de minério de ferro importado para atender mais de dois terços da demanda, e as compras deram um salto puxadas pela forte demanda de siderúrgicas. O país há muito tempo procura diversificar suas fontes de minério de ferro para diminuir riscos de fornecimento e volatilidade dos preços. Esse impulso se tornou mais urgente após os cortes no fornecimento da Vale (VALE3). Quase 65% do volume importado veio da Austrália e 17% do Brasil no primeiro semestre.

PUBLICIDADE

Embora as exportações da Índia estejam subindo, ainda representam uma pequena fatia dos 547,2 milhões de toneladas de importações totais de minério da China no primeiro semestre. O aumento das exportações da Índia, incluindo produtos de aço, ocorre quando a pandemia de coronavírus leva o país à sua primeira retração anual em mais de quatro décadas.

Ao mesmo tempo, as tensões entre Índia e China aumentam. O governo do primeiro-ministro Narendra Modi trabalha em medidas para reduzir a dependência das importações chinesas após o conflito na fronteira que deteriorou os laços econômicos entre os dois países.

“Os exportadores de minério de ferro da Índia estão contentes em entregar mais volumes uma vez que a demanda doméstica permanece bastante fraca, o que lhes permite liquidar seus estoques ao mesmo tempo em que os preços também são bastante favoráveis”, de acordo com Priyesh Ruparelia, vice-presidente da ICRA, braço da Moody’s Investors Service na Índia.

Os futuros de minério de ferro em Cingapura chegaram a subir 3%, para US$ 108 a tonelada, após comentários positivos da Rio Tinto sobre a sólida demanda na China.

A diferença entre os preços indianos de minério de ferro e os preços de importação na China é de cerca de US$ 70 a tonelada e, mesmo com imposto de exportação de 30% para graduações mais altas, os exportadores indianos ainda poderão lucrar, disse Ruparelia.

A carreira que mais forma milionários: conheça o primeiro MBA do Brasil totalmente dedicado ao mercado de ações