CaixaPar é alvo da PF

“Compra de ações do banco Panamericano não foi um mau negócio”, diz vice-presidente da Caixa

Segundo ele, a Caixa tomou a decisão utilizando critérios técnicos: "Tanto é que tudo que foi feito será colocado à disposição das autoridades para que sejam apurados os fatos", afirmou após participar de seminário na sede da Firjan 

O vice-presidente de Governo da Caixa Econômica Federal, Roberto Derziê Sant’anna, disse que não ter motivo “para dizer que a compra de ações do banco Panamericano foi um mau negócio”. A compra pela CaixaPar é alvo da operação Conclave, da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira, 19.

“A Caixa tomou a decisão utilizando critérios técnicos. Tanto é que tudo que foi feito será colocado à disposição das autoridades para que sejam apurados os fatos”, afirmou Derziê, após participar de seminário na sede da Firjan, no Rio.

Funcionário de carreira do banco, o executivo disse nunca ter visto qualquer movimento que tenha chamado atenção por conta de possíveis irregularidades. “Quando estive à frente do conselho diretor, sempre vi que as decisões da Caixa eram pautadas por decisões adequadas”, acrescentou.