Opinião CoinDesk

Como fazer da blockchain um novo motor para a economia

A blockchain tem zero tempo de inatividade, zero bifurcação, finalidade completa e uma comunidade de desenvolvedores ativos

Por  CoinDesk -

*Por W. Sean Ford

A indústria de blockchain parece ser única, nova e frenética, mas o padrão evolutivo de novas indústrias ao longo do tempo é misteriosamente consistente. Lembre-se da corrida do ouro na Califórnia, do boom global do petróleo e do advento da internet.

Cada uma dessas rupturas econômicas seguiu padrões similares. O primeiro é uma mudança de especulação para substância. As indústrias que sobreviveram começaram com a promessa de riqueza, com especulação nesses novos universos acelerada pelo marketing, que muitas vezes destacava esse apelo. Tudo isso é feito para criar seguidores fiéis e aumentar a adoção.

O segundo elemento das rupturas econômicas é a mudança de demografia. Ao longo do tempo, o perfil das pessoas que entram no começo muda e outros tipos de indivíduos, instituições e empresas passam a fazer parte do universo. Em seguida, os novos integrantes pressionam o setor para introduzir o necessário para desenvolver essas novas indústrias com sucesso.

O terceiro padrão: muitas vezes, o valor criado nesses novos setores surge depois que a poeira baixa. É a segunda onda de integrantes que começa a construir negócios verdadeiros, com fundamentos que se tornam o alicerce do crescimento sustentável.

A indústria de blockchain está mudando para substância. O entendimento fundamental daquilo que é possível está muito mais claro. Nós temos visto vários casos de uso. A demografia é outra. O capital institucional está entrando no setor. Você sabe que está começando a chegar em algum lugar quando existe potencial ou concreto uso da blockchain por dezenas de milhões de pessoas que sequer sabem, necessariamente, que estão usando-a.

A notícia boa para a blockchain é que um número cada vez maior de pessoas quer entender a tecnologia e saber como criar valor de maneira significativa. Quanto mais sofisticado o participante, maior a demanda da indústria. Os modelos tradicionais para compreender o valor no nosso espaço não podem ser convenientemente traduzidos do que era usado no passado.

  • Assista: Russos estão comprando eletrônicos, carros, Bitcoin e stablecoins para se preparar para inflação, diz brasileiro em Moscou

A pergunta é: em uma indústria que costuma ser tão focada no valor a curto prazo, como podemos criar valor duradouro? E como seria isso?

Não existe uma definição exata para valor duradouro. No entanto, eu adaptei um conceito de Michael Porter, escritor de vários livros sobre vantagem competitiva e estratégia, que focam na tomada de decisões econômicas a longo prazo. Segundo ele, os atributos principais da criação de valor permanecem os mesmos, independentemente da tecnologia e da velocidade da mudança. Se aplicarmos esse pensamento agora, todo o hype da volatilidade da blockchain e do mercado de criptomoedas é irrelevante para a essência do valor. O que realmente importa é o que essa tecnologia possibilita: valor real e duradouro.

Desde o começo, esse foco no longo prazo têm sido uma das essências do nosso pensamento sobre construção de valor na Algorand (ALGO). Quando fundamos a empresa, em 2019, eu tive dificuldades para explicar o que estávamos tentando construir. A melhor descrição que encontrei foi que estávamos desenvolvendo um novo tipo de motor econômico, como uma economia nacional ou um país, onde todo tipo de valor, dado e registro imutável pode ser criado e negociado em escala global.

Quais são as qualidade desejáveis em uma economia tradicional?

1) Infraestrutura de qualidade. Estradas, pontes, encanamento, banda larga, etc. proporcionam a habilidade de negociar valor com segurança.

2) Facilidade de fazer negócios. Quais são as barreiras para a maioria das pessoas que estão na sua economia? Estas podem ser as dificuldades de criar uma empresa: impostos, tarifas e imigração de um país. Essas questões criam barreiras.

3) Acesso à educação. Você precisa conseguir criar um espaço onde as pessoas possam acessar informação com facilidade e entender como criar um negócio. Isso se torna o centro da inovação na sua economia. Se esse acesso não existir, o processo vai estancar.

4) Sustentabilidade. Por exemplo, grandes montadoras de carros estão trocando para veículos eletrônicos. É claro que a atividade econômica está no centro disso.

Em uma visão simplista, a combinação de todos esses atributos trabalhando em conjunto determina o ritmo da inovação. Há 50 anos, Cingapura, por exemplo, investiu pesadamente na educação, tecnologia, práticas favoráveis de trading e simplificação na hora de fazer negócios. Há 50 anos, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita do país era de menos de US$ 1 mil. Hoje, é cerca de US$ 60 mil.

A pergunta é: qual é a maior variável para performance de uma nação para outra? Existe muita fricção em cada uma dessas áreas? Mais fricção leva a um ritmo mais lento e inefetividade no trabalho em conjunto dessas quatro qualidades. Imagine se você pudesse construir uma economia do zero. E se você pudesse fazer isso removendo a fricção?

O futuro das finanças vai ser construído em cima de uma blockchain que não tem tempo de inatividade ou bifurcação e tem finalidade completa. Uma forte comunidade de desenvolvedores ativos e um número crescente de usuários e casos de uso vão ser essenciais. A blockchain também precisaria ser feita visando à sustentabilidade.

Os grandes vencedores desse espaço serão aqueles que buscam remover fricção a qualquer custo e focam na construção de valor duradouro.

Qual o próximo passo da indústria de blockchain? O melhor que podemos fazer é tentar estabelecer indicadores econômicos robustos consistentemente medidos e aplicados em todos os protocolos de web. Nós vamos encontrar as medidas e métricas certas para mostrar quais projetos trazem real valor e para que os grandes vencedores tenham sucesso e rápido progresso.

As blockchains vão continuar inovando, construindo e criando um novo tipo de motor que impulsiona a economia com valor duradouro na melhor infraestrutura técnica do mundo. Afinal, é isso que importa.

*W. Sean Ford é COO da Algorand, plataforma de blockchain que impulsiona a economia de criadores e uma série de projetos que convergem finanças tradicionais e descentralizadas.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receba a Newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe