Balanço

Com disparada das vendas online na pandemia, B2W reverte prejuízo e lucra R$ 15,6 milhões no 4º trimestre de 2020

As vendas totais (GMV) da empresa somaram R$ 9,18 bilhões de outubro a dezembro do ano passado, o que configura um crescimento de 38,2% na comparação anual

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO — Com a disparada das vendas online durante a pandemia de coronavírus, a B2W (BTOW3) registrou lucro líquido de R$ 15,6 milhões no quarto trimestre de 2020. No mesmo período do ano anterior, a companhia havia registrado prejuízo de R$ 22,3 milhões.

As vendas totais (GMV) da empresa somaram R$ 9,18 bilhões de outubro a dezembro do ano passado, o que configura um crescimento de 38,2% na comparação anual. Com isso, a B2W viu sua receita líquida subir em 50%, para R$ 3,33 bilhões.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ficou em R$ 385,7 milhões no período, uma alta de 51,7% frente ao registrado de outubro a dezembro de 2019.

Dona dos sites Americanas.com e Submarino, a B2W informou que tinha uma base de clientes ativos de 21,4 milhões no final de dezembro, 5,4 milhões a mais do que um ano antes. Em seu balanço, a companhia frisou que teve várias iniciativas para ampliar a prateleira de produtos e criar mais recorrência, incluindo com a compra do Supermercado Now.

“Como resultado dessas iniciativas, o cliente segue reconhecendo as nossas marcas como as mais queridas da internet brasileira. Temos o maior NPS do eCommerce (8,8 – Fonte: Reclame Aqui), tanto na operação de 1P quanto no 3P e, recentemente, fomos o primeiro marketplace reconhecido com o selo RA 1000 do Reclame Aqui na marca Americanas.com”, afirmou a companhia em seu balanço

Estagnado em sua profissão? Série gratuita do InfoMoney mostra como você pode se tornar um Analista de Ações em 2021. Clique aqui para se inscrever.