Resultados

Com apenas três dias, semana contará com mais de 50 balanços trimestrais

Período terá resultados de empresas de consumo e eletrécias, além de Oi, Amil, Gol e Raia Drogasil

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – No período entre 12 e 16 de novembro, com o feriado na quinta-feira, os resultados trimestrais ficarão acumulados nos três primeiros dias da semana. Com isso, serão 52 balanços divulgados em três dias. Destaque para o setor de consumo, com Magazine Luiza (MGLU3), B2W Varejo (BTOW3) e Lojas Americanas (LAME3) apresentando seus números.

Na última semana, algumas empresas do setor elétrico apresentaram seus resultados, mas nesta semana ainda divulgarão seus números a Eletrobras (ELET6), Copel (CPLE6), Coelce (COCE5), Celesc (CLSC4), e Transmissão Paulista (TRPL4). Entre as outras muitas empresas que irão divulgar seus balanços, Oi (OIBR4), Paranapanema (PMAM3), Raia Drogasil (RADL3), Gol (GOLL4), HRT (HRTP3) e Amil (AMIL3) figuram entre destaques.

Resultados da última semana
Entre os principais balanços apresentados no período entre 5 e 9 de novembro, a OGX Petróleo (OGXP3) reportou um prejuízo líquido de R$ 343,6 milhões, o que representa um crescimento de 1221,54% frente aos R$ 26,0 milhões perdidos no mesmo trimestre do ano passado. Com isso, a companhia agora apresenta perdas de R$ 887,1 milhões no ano, o que era esperado, já que a companhia ainda é considerada pré-operacional.

Outra companhia que apresentou queda em seu lucro foi a Eletropaulo (ELPL4) que reportou valor de R$ 13,7 milhões no trimestre, ficando 96,1% abaixo do registrado no mesmo período de 2011. Além disso, a receita líquida caiu 3,8% e ficou em R$ 2,45 bilhões entre julho e setembro.

Já para o Banco do Brasil (BBAS3), o lucro líquido fechou o terceiro trimestre em R$ 2,728 bilhões, o que representa uma queda de 5,7% sobre o mesmo período do ano passado. A instituição encerrou setembro com carteira de crédito ampliada (incluindo avais e fianças) de R$ 532,28 bilhões, um crescimento de 20,5% em 12 meses.

Enquanto isso, o lucro líquido da BM&FBovespa (BVMF3) caiu 5,31%, atingindo os R$ 276,5 milhões, ficando abaixo das projeções dos analistas ouvidos pelo InfoMoney, pertencentes à Itaú BBA, Ágora e Safra. Porém, todos os outros números da companhia superaram as projeções, com a receita líquida pulando para 5,65%, de R$ 493,7 milhões para R$ 521,6 milhões, além do Ebitda (lucro antes de imposto, juros, depreciação e amortização) que subiu 8,08% para R$ 375,6 milhões.

Para conferir a agenda de resultados completa clique aqui