AO VIVO COO do Mercado Livre fala sobre o impacto do coronavírus no no e-commerce; assista pelo seu celular no perfil do InfoMoney no Instagram

COO do Mercado Livre fala sobre o impacto do coronavírus no no e-commerce; assista pelo seu celular no perfil do InfoMoney no Instagram

Grupamento

Com ações a R$ 0,20, micro cap propõe grupamento de ações de 100 para 1

Antiga Millennium, companhia de pigmentos alterou de nome no meio deste ano e visa evitar negócios com ativos cotados a centavos

SÃO PAULO – A Cristal Pigmentos do Brasil (TIBR5; TIBR6) informou na última semana que irá deliberar, em assembleia geral extraordinária a ser realizada no dia 15 de janeiro de 2014, a realização de um grupamento de suas ações na proporção de 100 para 1.

Segundo comunicado da empresa, todas 2.321.499.770 ações, divididas em ações ordinárias, preferenciais classe “A” e preferenciais classe “B”, serão agrupadas seguindo a mesma proporção. A companhia informou que, caso a proposta seja aceita, sendo que os acionistas terão o prazo de 30 dias contados da respectiva publicação da aprovação, para que possam ajustar suas posições de ações em lotes múltiplos de 100, por meio de negociações privadas ou através corretoras.

De acordo com a empresa, o grupamento tem por principais objetivos: ajustar a base acionária, com a consequente redução dos custos administrativos e operacionais da Companhia; dar melhor visibilidade às cotações das ações, ajustando o valor unitário das ações; atrair acionistas e aumentar a liquidez das ações.

PUBLICIDADE

Atualmente, os papéis da empresa possuem um baixo volume de negócios – nesta segunda-feira (23) foram realizados apenas um negócio com os ativos TIBR5 e um com TIBR6. Com o grupamento, a companhia visa elevar o preço das ações e evitar que elas sejam negociadas cotadas a centavos. Segundo os valores deste pregão, os papéis TIBR5 são cotados a R$ 0,19, enquanto os TIBR6 atingem R$ 0,20.

Conheça a empresa
A Cristal Pigmentos do Brasil mudou de nome em julho deste ano, sendo que sua antiga denominação social era Millennium Inorganic Chemicals do Brasil. A companhia é a segunda maior produtora de pigmento de Dióxido de Titânio (TiO2) – um pó branco, inorgânico e de uso seguro, utilizado para dar cor, brilho e opacidade, usado para dar cor a objetos como tintas, plásticos, papel, borracha e cerâmica – do mundo.

Ela conta com sete fábricas de TiO2 distribuídas em cinco continentes, sendo duas plantas nos Estados Unidos, uma na Inglaterra, uma na França, uma na Arábia Saudita, uma na Austrália e uma no Brasil.

Para o processo de produção no Brasil, a Cristal conta com três unidades: a Mina do Guajú, em Mataraca, na Paraíba; a fábrica em Camaçari, na Bahia; e o escritório comercial em São Paulo, que atende a demanda de toda a América Latina. A planta da Bahia utiliza como principal matéria-prima o minério de Titânio, ou Ilmenita, retirado da mina da Paraíba.