Novo cenário

Citi sinaliza aumento de hipotecas imobiliárias apoiadas por cripto em meio à crise

Gigante bancário disse em pesquisa que um novo produto hipotecário ligado a ativos digitais ganhou destaque

Por  CoinDesk

O gigante bancário Citigroup fez uma série de comentários sobre o aumento da oferta de hipotecas apoiadas por criptomoedas e de imóveis digitais no metaverso em meio à retração no mercado cripto.

“Recentemente, um novo produto hipotecário adjacente a cripto ganhou destaque com uma motivação direta: permitir que investidores de criptomoedas utilizem seus ganhos de investimento para garantir um empréstimo sem incorrer em eventos tributáveis”, escreveu o Citi em um artigo chamado “PropTech: Towards a Frictionless Housing Market?” (PropTech: Rumo a um mercado imobiliário sem atrito, na tradução para o português).

A nota descreveu como os investidores de criptomoedas podem garantir participações em cripto que pelo menos cubram o custo de uma propriedade antes de receber um empréstimo.

“Se o valor da criptomoeda cair, o mutuário pode estar sujeito a chamadas de margem e, finalmente, a criptomoeda pode ser liquidada se o valor da garantia cair abaixo de um certo limite, como 35% do valor da propriedade”, acrescentou o Citi.

A startup Figure Technologies lançou uma série de produtos hipotecários lastreados em criptomoedas em março. Um dos requisitos para os mutuários é desembolsar 100% da garantia.

Quatro meses antes disso, a plataforma de empréstimo de criptomoedas Ledn levantou US$ 70 milhões para criar um produto de hipoteca lastreado em Bitcoin (BTC). Após a captação, a empresa passou a ter um valor de mercado de US$ 540 milhões

O Citi também descreveu na pesquisa como um financiamento semelhante a hipotecas pode ser desenvolvido no metaverso. O banco citou que possíveis compradores do Sandbox (LAND) poderiam obter um empréstimo por meio de terceiros usando o token LAND já detido como garantia.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe