Cuidado

Cielo é alvo de “fato relevante” falso sobre fechamento de capital e recomenda aos investidores checagem de informações

Arquivo compartilhado nas redes sociais, datado de quarta, segue a mesma estrutura visual das comunicações da empresa

Prédio da Cielo
Prédio da Cielo

SÃO PAULO – A Cielo (CIEL3) informou nesta sexta-feira (27) que foi alvo de um “fato relevante” falso sobre um possível fechamento de capital da companhia.

O arquivo compartilhado nas redes sociais, datado de quarta-feira (25), segue a mesma estrutura visual das comunicações da empresa, contendo logotipo e formatação similares aos usados pela Cielo em comunicações do tipo.

Segundo a empresa, trata-se de uma imagem falsa, montada e distribuída por terceiros, sem qualquer participação da companhia.

“Tal constatação era possível tanto pelos indícios contidos na própria imagem, como erros de formatação e de texto, quanto pela ausência de tal documento nos meios de divulgação de fatos relevantes usados pela Cielo, nos termos da regulamentação aplicável”, escreveu a Cielo, em comunicado ao mercado.

Ainda de acordo com a empresa, o assunto do título da referida imagem foi recentemente objeto de esclarecimento pela companhia, por meio do comunicado ao mercado divulgado em 17 de agosto de 2021, tendo, naquela ocasião, sido consultados os seus acionistas controladores e confirmado que não havia qualquer tratativa sobre fechamento de capital da empresa em discussão.

A companhia reitera que a divulgação de fatos relevantes é realizada exclusivamente pelos meios oficiais e recomenda que a veracidade de informações recebidas por outros meios seja sempre verificada, o que pode ser feito mediante consulta ao “IPE Online”, nos sites da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da B3, bem como no site de relações com investidores da Cielo.

Ela ainda esclareceu que avalia possíveis medidas, tanto na esfera administrativa, quanto cível e criminal, que possam vir a ser adotadas tanto em relação a esse evento, como outros da mesma natureza.

As melhores recomendações de investimentos por 30 dias grátis: conheça o Expert Pass