Cielo (CIEL3) tem lucro líquido de R$ 480,8 mi no 4º tri e aprova R$ 410 mi em JCP

Companhia reportou seus números trimestrais nesta noite de segunda-feira (5)

Felipe Moreira

(Divulgação/Cielo)

Publicidade

A Cielo (CIEL3) reportou lucro líquido de R$ 480,8 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), montante 46,6% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022, informou a companhia nesta segunda-feira (5). O consenso LSEG previa lucro líquido de R$ 483,9 milhões no período.

O lucro líquido recorrente, por sua vez, totalizou R$ 480,8 milhões no 4T23, registrando queda de 1,9% sobre o 4T22, “refletindo o comportamento do Ebitda – com menores volumes em Cielo Brasil e maiores investimentos no time comercial e no processo de transformação operacional -, o que foi parcialmente compensado pela melhora consistente no resultado financeiro”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou R$ 999,6 milhões no 4T23, um crescimento de 9,3% em relação ao 4T22, mas abaixo dos R$1,126 bilhão previstos pelo consenso LSEG.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A margem Ebitda atingiu 36,1% entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 2,9 p.p. frente a margem registrada em 4T22.

A receita líquida somou R$ 2,770 bilhões no quarto trimestre do ano passado, crescimento de 0,6% na comparação com igual etapa de 2022, mas abaixo dos R$ 2,883 bilhões previstos pelo consenso LSEG.

Segundo a Cielo, o desempenho é decorrente principalmente da retomada do yield de receita na Cielo Brasil e maior volumetria em Cateno, compensadas parcialmente por menor volumetria em Cielo Brasil.

Continua depois da publicidade

O resultado financeiro líquido foi positivo em R$ 4,9 milhões no quarto trimestre de 2023, revertendo perdas financeiras de R$ 97 milhões da mesma etapa de 2022. 

Em 31 de dezembro de 2023, a Cielo registrou um saldo de caixa e equivalentes de caixa de R$ 1,434 bilhão, queda de 735,3 milhões frente a 31 de dezembro de 2022 e aumento de R$ 287,2 milhões frente a 30 de setembro de 2023.

Declaração de JCP

A Cielo ainda informou que o seu Conselho de Administração aprovou a declaração de Juros sobre Capital Próprio (“JCP”) adicionais, à conta de reserva de lucros, no montante de R$ 410 milhões. Os JCP estão sujeitos à incidência de imposto de renda.

O valor estimado bruto por ação, passível de alteração até a data base, a ser pago a título de JCP é de R$ 0,15198153370. Os JCP serão pagos aos acionistas no dia 30 de abril de 2024, com base na posição acionária de 15 de março de 2024, sendo as ações negociadas ex-JCP a partir de 18 de março de 2024, inclusive.