Balanço trimestral

Cielo (CIEL3) lucra 111% a mais no 3º trimestre; transações financeiras sobem 8,5%

A receita líquida consolidada totalizou R$ 3,009 bilhões, acréscimo de 4,4% em relação ao 3º trimestre de 2020

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – A Cielo (CIEL3) reportou um lucro líquido de R$ 211,9 milhões no balanço do terceiro trimestre deste ano, um desempenho 111% acima do reportado um ano antes, de R$ 100,4 milhões.

Segundo a empresa, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) consolidado totalizou R$ 692,8 milhões, um aumento de 44,3% sobre o mesmo trimestre de 2020.

A receita líquida consolidada totalizou R$ 3,009 bilhões, acréscimo de 4,4% em relação ao 3º trimestre de 2020, enquanto o volume financeiro de transações totalizou R$ 179,8 bilhões, alta de 8,5%.

A margem Ebitda cresceu 6,3 pontos percentuais em um ano, saindo de 16,7% para 23,0%.

No período, o volume financeiro de transações totalizou R$ 179,8 bilhões, um aumento de 8,5% em comparação aos R$ 165,6 bilhões do do terceiro trimestre de 2020.

Segundo a empresa, o aumento da receita líquida “está relacionado ao aumento do volume capturado e intercâmbio médio do arranjo e a elevação nas receitas de aluguéis em face à menor concessão de descontos de preço”.

A empresa salienta, porém, que tal aumento foi “parcialmente compensado pela redução de preço na controladora, dado o cenário competitivo, bem como pela redução no volume da operação norte-americana (MerchantE) e redução de vendas de recargas de celular na M4U”.

Outro ponto de destaque é o aumento do custo dos serviços prestados: 3,3%, para R$ 2,141 bilhões. Entretanto, as despesas operacionais caíram 27,9%, para R$ 453,6 milhões, em função de menores despesas administrativas, de vendas e marketing e outras despesas operacionais líquidas.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe