Reflexos no Brasil

Chuva na Argentina e nos Estados Unidos afeta colheita de soja e pode elevar preços

Cerca de 8% da área semeada com o grão foi colhida na Argentina

arrow_forwardMais sobre

A chuva tem atrapalhado a colheita da soja na Argentina. Até o momento, quase 8% da área semeada com o grão foi colhida, um atraso de seis pontos percentuais se comparado com o mesmo período do ano passado.

Chuvas alagaram lavouras de soja na Argentina

Na última semana, o volume de chuva passou de 200 milímetros deixando áreas alagadas em La Pampa, Córdoba e Santa Fé.  Pelo menos um milhão de hectares foram afetados, informa a Bolsa de Cereais de Buenos Aires.

PUBLICIDADE

Apesar disso, a Bolsa mantém a previsão de uma safra 56,5 milhões de toneladas nesta temporada. Contudo reconhece que a produção da Argentina se encontra novamente comprometida, referindo-se às chuvas que também prejudicaram o início da safra de soja no país.

Essa notícia associada à uma previsão de chuva nos Estados Unidos, que começam a semear a soja nesta época, fez os preços do grão reagir na Bolsa de Chicago. Analistas acreditam que a condição climática na Argentina e nos Estados Unidos pode ser determinante para melhorar a remuneração dos produtores brasileiros.