Carne bovina

China suspende importações de mais um frigorífico brasileiro; Masterboi diz que foi surpreendida

Empresa disse que não foi notificada pelo Ministério da Agricultura e que ‘razões para tal medida ainda são totalmente desconhecidas’

Por  Estadão Conteúdo -

A Masterboi informou na noite de quarta-feira (20) que foi surpreendida pela decisão da China de suspender as importações de carnes provenientes da sua unidade. A decisão ocorreu dias após o governo chinês vetar por uma semana a compra de carne bovina de algumas unidades da JBS (JBSS3), Marfrig (MRFG3) e Naturafrig.

A empresa disse que tomou conhecimento da decisão pelo site da GACC (Administração Geral de Alfândegas da China, em tradução livre), que ainda não foi notificada pelo Ministério da Agricultura e que as “razões para tal medida ainda são totalmente desconhecidas”.

Outros frigoríficos também foram penalizados da mesma maneira há alguns dias, sob a alegação de terem sido encontrados traços de ácido nucleico do novo coronavírus em embalagens externas.

Por isso, a Masterboi afirmou que segue um rigoroso protocolo sanitário contra a Covid-19 e que já concluiu todo ciclo vacinal em suas unidades no Brasil. Segundo a empresa, o último caso da doença na unidade de São Geraldo do Araguaia (PA) foi em janeiro.

A empresa, que é de Pernambuco, também disse que seguiu todos os protocolos exigidos pelo governo da China — inclusive de controle da Covid-19 —, que jamais foi notificada pelas autoridades chinesas da existência de quaisquer traços da doença na chegada de seus produtos na China e que aguarda mais informações.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe