Na Ásia e na Europa

China, Índia e Alemanha abatem milhares de aves para conter episódios de gripe aviária

Em 2013, surto matou dezenas de pessoas e causou bilhões de dólares em prejuízos somente na economia chinesa

arrow_forwardMais sobre

China, Índia e Alemanha anunciaram nesta terça-feira o abate de milhares de aves para conter episódios de gripe aviária, somando-se a outros casos reportados nas últimas semanas tanto na Ásia quanto na Europa.

Na região chinesa de Xinjiang, o Ministério da Agricultura do país informou ter abatido mais de 55 mil frangos e outras aves. O vírus do subtipo H5N6 foi confirmado na cidade de Yining, matando 10.716 aves. Esse é o quarto surto de gripe aviária no país desde outubro, elevando o número total de abates desde então para mais de 170 mil aves. Esses casos são mais comuns durante o inverno, que perdura até março.

O último grande surto de gripe aviária na China foi em 2013, matando 36 pessoas e causando mais de 6 bilhões de dólares em perdas para o setor agrícola. Neste inverno chinês, foram reportados até o momento sete pessoas infectadas com a gripe aviária H7N9 e duas mortes.

Dessa vez, há ainda temores sobre a propagação da gripe aviária em outros países asiáticos, com a Coreia do Sul tentando conter seu pior surto e países como Japão e Índia também anunciando abates de aves. Na Índia, as autoridades veterinárias confirmaram nessa manhã o abate de mais de 2.500 galinhas e outras aves após quatro corvos e outras três aves testarem positivo para o vírus do subtipo H5N1, considerado altamente patológico – podendo ser transmitido para animais como porcos, cavalos, gatos, cachorros e, às vezes, humanos.

O caso ocorreu próximo à capital do estado de Odisha, no vilarejo de Keranga. “Emitimos um aviso para seguir medidas imediatas para completar as operações de abate, segurança e saneamento na área infectada”, disse o comissário estadual do Departamento de Desenvolvimento de Pesca e Recursos Animais, Bishnupada Sethi, à Reuters.

Na Europa, essa também é uma preocupação. O Ministério da Agricultura da Baixa Saxônia, na Alemanha, anunciou nessa terça-feira o abate de cerca de 55 mil perus, galinhas e patos. O vírus identificado é do subtipo H5N8, tido como altamente contagioso, e foi encontrado em fazendas de uma importante região de produção avícola no estado da Baixa Saxônia. O abate na Alemanha foi iniciado durante o fim de semana do Natal e deve ser concluído ainda hoje.

Vários países europeus e Israel encontraram casos de gripe aviária do vírus H5N8 nas últimas semanas e alguns ordenaram que as aves fossem mantidas em ambiente fechado para evitar a propagação da doença. A França ampliou as restrições de alto risco para todo o país, após a detecção de vários casos do vírus H5N8.

(Com Reuters)