China e resultados corporativos trazem manhã positiva às bolsas no mundo

Destaque para as performances da Nokia, EBay, Fiat e Danone; mas indicadores e outros desempenhos pedem cautela

Publicidade

SÃO PAULO – O crescimento chinês e uma nova leva de bons resultados corporativos trimestrais sustentam na manhã desta quinta-feira (21) um clima positivo aos negócios, com as bolsas europeias e os mercados futuros norte-americanos estendendo as trajetórias de alta registradas no último pregão.

Entre os desempenhos que animam os investidores estão os da Nokia, que entre julho e setembro deste ano lucrou o valor líquido de € 529 milhões. As performances trimestrais da Fiat e da EBay também agradaram ao mercado – ambas ainda elevaram suas projeções de ganhos para o acumulado de 2010.

China
À meia noite de Brasília, o governo chinês lançou uma série de dados importantes sobre o momento macroeconômico do país. O número que ganha maior destaque, como não poderia deixar de ser, diz respeito ao desempenho do PIB (Produto Interno Bruto), que no terceiro trimestre deste ano cresceu 9,6% frente ao mesmo período de 2009.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O número mostra desaceleração do crescimento econômico chinês, mas em contrapartida, veio acima das projeções do mercado. Enquanto isso, indicador de inflação apontou uma alta nos preços de 3,6% ao ano em setembro, superior à variação medida em agosto.

Wall Street
A safra de divulgação de resultados corporativos segue bastante intensa em Wall Street. Entre os tantos desempenhos de peso a serem anunciados nesta quinta-feira, atenção aos números da AT&T, Caterpillar, McDonald’s e UBS, todos agendados para antes da abertura das bolsas norte-americanas.

Por ora, o pré-market nos EUA vive uma manhã de alta. Os índices futuros do S&P 500, Nasdaq e Dow Jones mostram valorizações de 0,40%, 0,47% e 0,30%, respectivamente. Para depois do fechamento do pregão, são esperados os resultados trimestrais da Amazon e American Express.

Continua depois da publicidade

Agenda dos EUA e Europa
No front econômico, alguns indicadores importantes também são aguardados pelos investidores. Às 10h30 de Brasília, sai o Initial Claims, que deve apontar leve queda no montante de pedidos de auxílio-desemprego feitos nos EUA na última passagem semanal.

Às 12h00, serão anunciados o Philadelphia Fed Index, que deve mostrar leve alta na produção industrial na região da Filadélfia em outubro, e o Leading Indicators, um compêndio de diversos indicadores já divulgados acerca da economia norte-americana, bastante avaliado pelo Fed em suas decisões.

Do outro lado do Atlântico, o PMI (Índice de Produção) referente à indústria manufatureira e de serviços na Europa deve mostrar a menor expansão do ano em outubro, segundo projeção do instituto Markit. Enquanto isso, o varejo britânico registrou queda de 0,2% em suas vendas na passagem de agosto para setembro.

Destaques europeus
Por falar em Europa, os principais índices por lá também operam no positivo. Os papéis da Pernod-Ricard, fabricante de bebidas como Chivas e Absolut, sobem 5,6%, depois que a companhia mostrou vendas acima do esperado pelos analistas em seu desempenho no terceiro trimestre deste ano.

A Danone é outra que assiste suas ações subirem forte na bolsa de Paris: 4,7%. Além de bons resultados trimestrais reportados, a empresa confirmou suas projeções de lucro para 2010 e anunciou planos de uma possível operação de recompra de papéis no mercado.

Em contrapartida, as ações do Credit Suisse caem mais de 3%. A instituição, a segunda maior do setor bancário suíço, reportou uma queda de 74% em seus ganhos no terceiro trimestre deste ano, somando US$ 630 milhões, montante bem abaixo das expectativas do mercado.