Bolsa

Chances de abismo fiscal não estão precificadas, diz BlackRock

Para estrategista-chefe da gestora de ativos, possibilidades de ocorrência do evento são maiores do que o mercado está descontando

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Sem acordo sobre a situação fiscal dos EUA, as chances do país cair no abismo fiscal parecem maiores do que o mercado está descontando, o que sugere um potencial de risco de queda ainda mais forte. Esta é a opinião do estrategista-chefe do BlackRock, Russ Koesterich.

“Embora seja impossível saber exatamente o que está acontecendo por trás de portas fechadas, parece que as duas partes ainda estão longe de chegar a um acordo sobre os principais temas do acordo”, diz Koesterich.

Entre os três principais obstáculos para a conclusão de um acordo – aumento de impostos para os mais ricos, cortes em programas sociais e a indefinição sobre dar ou não autoridade ao presidente para aumentar o teto da dívida, sem aprovação do Congresso – apenas o primeiro parece estar perto de ser resolvido, de acordo com o estrategista. “Em todo caso, ainda há uma tremenda quantidade de trabalho a ser feito”, ressalta. 

Mesmo que um acordo seja alcançado, na opinião de Koesterich, ele provavelmente será relativamente pequeno, apenas um “quebra-galho”, o que ainda poderá ter efeito negativo sobre o crescimento econômico. “Dada a forma contenciosa como o debate tem sido levado até agora, as chances de alguma ‘grande barganha’ em 2013 estão minguando”, acrescentou.