Entrevista

Fleury lança novo centro de medicina reprodutiva e startup Pupilla, plataforma digital de educação médica

Em live do InfoMoney, presidente e diretores do grupo falaram sobre o potencial dos novos negócios e o que esperar para os próximos anos

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO — Durante o Investor Day realizado online nesta segunda-feira (14), o Fleury (FLRY3) anunciou que vai inaugurar em fevereiro de 2021 seu primeiro centro de medicina reprodutiva, na Vila Mariana, em São Paulo. O grupo também anunciou a criação de uma startup chamada Pupilla, uma plataforma digital de educação médica continuada e especialização.

“A saúde vai ser diferente no futuro. A saúde tem como ponto de inflexão o ano de 2020, quando as pessoas vão começar a usar os serviços de saúde de forma diferente. E nós não só queremos estar preparados, mas também com tudo aquilo que é necessário para construir esse ecossistema no futuro”, disse Carlos Marinelli, presidente do Fleury, em live do InfoMoney na sequência do Investor Day.

A Dra. Jeane Tsutsui, diretora executiva de negócios, comentou sobre a nova área de atuação do grupo. “Quando a gente olha o ranking da América Latina, o Brasil é o primeiro país no ranking de utilização de fertilização in vitro. Tem um mercado potencial alto. Nosso serviço vai ser aberto e temos colegas que atuam nessa área para fazer os tratamentos dentro do centro de reprodução humana”, disse.

Ela falou ainda do potencial do segmento de oftalmologia, que movimenta R$ 6 bilhões por ano no país. O Fleury recentemente anunciou a compra da Clínica de Olhos Moacir Cunha, em São Paulo. Segundo Fernando Leão, diretor executivo de finanças e relações com investidores do grupo, o baixo endividamento da companhia permite que ela continue com sua estratégia de crescimento inorgânico, através de aquisições.

“A gente voltou ao patamar de 1x a relação entre dívida líquida e Ebitda [geração operacional de caixa], o que nos dá muita flexibilidade para, caso necessário, a gente voltar ao mercado e emitir dívida para obviamente financiar todos esses projetos de investimentos”, afirmou. O caixa do grupo hoje é superior a R$ 1,2 bilhão.

O Fleury anunciou ainda que o Saúde iD, um marketplace de saúde lançado em setembro, começará a ser disponibilizado ao consumidor final via assinatura de planos para marcar consultas de telemedicina e presenciais, acessar resultados de exames diagnósticos e gerenciar doenças crônicas, entre outras funcionalidades.

Os executivos detalharam como vai funcionar a startup Pupilla, falaram do efeito Covid sobre os negócios e qual é o tamanho do potencial de crescimento da companhia no futuro. Assista à live acima.

Treinamento gratuito: André Moraes mostra como identificar operações com potencial de rentabilidade na Bolsa em série de 3 lives – assista!

PUBLICIDADE