Top Picks

Carteira gráfica da XP troca apenas uma ação para esta semana; confira a mudança

Top Picks caiu 0,51% na semana passada, enquanto o benchmark avançou 5,09%

Hand is turning a dice and changes the direction of an arrow symbolizing that the interest rates are going down (or vice versa)
(Fokusiert/Getty Images)

SÃO PAULO – A XP Investimentos divulgou a “Top Picks”, sua carteira semanal de análise gráfica, para o período de 8 a 15 de janeiro. Para esta semana foi trocada uma das ações do portfolio.

Saiu Banrisul (BRSR6) e entrou SulAmerica (SULA11) no lugar.

Segundo Gilberto Coelho, o Giba, analista técnico responsável pela carteira, as ações da SulAmerica passam a fazer parte do portfolio porque estão formando um candle de alta perto da média móvel de 200 dias. Esse padrão gráfico favorece a retomada dos R$ 45,29 ou expansão para R$ 50,00.

Entrou no lugar de BRSR6 uma vez que esta última perdeu volume em teste de topo.

Divulgada semanalmente, a carteira Top Picks XP é composta por cinco ativos, tendo cada um peso de 20%. A seleção busca retorno a curto prazo, alinhando fluxo e movimentação das ações ao cenário político e macroeconômico.

Giba calcula a rentabilidade da carteira entrando nas ações no leilão das sextas-feiras. O objetivo é de que a média do retorno dos ativos supere o Ibovespa ao fim da semana.

Desempenho

Na semana passada, a carteira Top Picks caiu 0,51%, enquanto o Ibovespa teve uma alta de 5,09%.

Quem foi responsável por esse desempenho negativo foram os papéis de Lojas Americanas (LAME4), que caiu 9,32%, da Eztec (EZTC3), que recuou 5,73%, da Minerva (BEEF3), em baixa de 4,04% e do Banrisul, que teve desvalorização de 2%.

Já na ponta positiva ficaram as ações de Weg (WEGE3), que dispararam 18,54%.

PUBLICIDADE

Confira, abaixo, as recomendações para esta semana:

EmpresaTickerPeso
EztecEZTC320%
WegWEGE320%
Lojas AmericanasLAME420%
MinervaBEEF320%
SulAmericaSULA1120%

PROCURA-SE: Profissionais de todas as formações estão migrando para uma das profissões mais bem remuneradas do mercado. Entenda como fazer o mesmo nesta série gratuita do InfoMoney!