Em mercados / cambio

Dólar pode ir a R$ 3,80 já nos próximos dias com 2 fatores complicando o cenário

Pelo menos no curto prazo, é bom o investidor se preparar para mais altas

Dólar
(Shutterstock)

SÃO PAULO - As últimas semanas têm sido caóticas para os investidores de olho no câmbio - e para quem pretende viajar em breve. Isso porque o dólar não para de ganhar força no mundo todo, o que leva a um cenário ainda pior no Brasil, com uma pressão ainda maior conforme as eleições se aproximam.

E esta terça-feira (15) tem sido apenas mais um dia de forte valorização da moeda norte-americana, que rapidamente já encosta na marca de R$ 3,70. Mas até onde a divisa vai subir? O patamar "final" do dólar para este ano é algo que está em constante mudança nas análises, já que existe uma série de fatores que podem levar a moeda para rumos diferentes. Mas, pelo menos no curto prazo, é bom o investidor se preparar para mais altas.

E apesar de tantos motivos para alta (busca por proteção, cenário externo, eleições, etc), existem dois fatores técnicos que podem azedar ainda mais o cenário do real. Segundo o diretor de câmbio da Wagner Investimentos, José Faria Júnior, se o euro cair abaixo de 1,18 contra o dólar e o Dollar Index subir para mais de 93 pontos, ambos com consistência, o real deverá se depreciar ainda mais.

O analista explica que se este cenário se concretizar, o dólar deve subir mais dez centavos, chegando a R$ 3,80. "Em geral, o mercado está escalando de 10 em 10 centavos", afirma Faria. "Será bem complicado se euro e Dollar Index romperem as suas atuais tendências de longo prazo", conclui o diretor da Wagner lembrando que a moeda está em tendência de alta e o índice, de baixa.

A diante deste cenário complexo de rápido avanço do dólar, Faria ainda explica que não é viável para o Banco Central neste momento elevar sua intervenção no mercado, já que o movimento é global. Para ele, o BC deve atuar mais quando o mercado externo entrar em equilíbrio, citando um cenário de Dollar Index a 96 pontos e euro próximo de US$ 1,15.

Para quem está precisando comprar moeda estrangeira, a situação está complicada. Faria afirma que houve uma chance perdida na última sexta-feira (11), que era uma chance do dólar ir para R$ 3,50. "Esta chance ainda é possível, mas depende muito da dinâmica dos próximos dias", explica. O analista chegou a fazer um call de compra a R$ 3,55 na semana passada e agora seu ponto de entrada seria em R$ 3,60 - se a moeda voltar. Para comprar agora é preciso aguardar os próximos dia e entender como se desenha o cenário.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato