Cai índice de confiança dos empresários franceses, indicando desaceleração do crescimento na Europa

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

O índice de confiança dos empresários franceses caiu em janeiro a 115, o mais baixo nos últimos 14 meses, frente a 116 em dezembro. Isto indica uma provável redução nos níveis de investimento e contratações por parte das empresas francesas. O motivo para tal seria a desaceleração da economia mundial, o que diminuiria as vendas das empresas francesas. Os investimentos também estão menores na Alemanha e Itália outras importantes economias da zona do euro. Os altos preços do petróleo e das taxas de juros também afetaram o crescimento dos 12 países que integram a Comunidade Européia.
A queda de 20% no preço do petróleo desde novembro passado, ao lado dos aumentos nas taxas de juros, ajudaram a manter a inflação contida em 2,6% em dezembro, abaixo dos 2,9% de novembro, porém ainda altos para as metas do Banco Central Europeu que tinha como meta limite 2%.
Os investidores acreditam que o Banco Central deve reduzir as taxas de juros, com os contratos futuros para a taxa de três meses apontando queda de 36 pontos base (0,36 ponto percentual) para 4,42%. Empresários esperam queda nas vendas, segundo o índice de expectativa da produção própria e também uma queda nos preços dos produtos manufaturados, embora outro número, relacionado à expectativa de vendas externas, tenha subido.
O Governo francês anunciou que cortará 120 bilhões de francos (US$ 16,8 bilhões) em impostos no período de 2001-2003, o que acredita ser suficiente para manter o consumo e os investimentos das empresas fazendo com que a taxa de crescimento fique em 3% este ano mantendo-se no nível dos últimos três anos.

Compartilhe