Parceria fechada

Cade aprova criação de joint venture entre Grupo BP e EBX Holdings, de Eike

Joint venture ocorrerá com a incorporação da NFX Combustíveis Marítimos; decisão foi publicada no Diário Oficial da União

Por  Lara Rizério

SÃO PAULO – A Superintendência Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou a criação de uma joint venture entre a BSL (Britannic Strategis Limited), do Grupo BP, e a EBX Holdings, do Grupo EBX de Eike Batista, de acordo com publicação do Diário Oficial da União desta quinta-feira (19). A joint venture atuará no Superporto do Açu com a incorporação da NFX Combustíveis Marítimos; cada grupo terá participação de 50% na NFX. 

A NFX, informou o Cade, ficará no Superporto de Açu e arredores e terá como atividade principal importar, vender, armazenar, distribuir e produzir gasóleo naval, intermediate fuel oil, além de outros combustíveis utilizados para navegação marítima.

O Cade destacou que o Grupo BP não possui atividades neste mercado no Brasil ou na América do Sul e, desta forma, a joint venture permitirá ingressar no mercado brasileiro e estabelecer um negócio de combustíveis marítimos e estabelecer um negócio de combustíveis marítimos com um dos maiores portos privados do Brasil. “No que se refere ao grupo EBX, a operação representa uma boa oportunidade de estabelecer uma parceria com o grupo BP, uma empresa global renomada no setor de combustíveis marítimos, em um mercado com demanda crescente no Brasil”, destacou. 

Compartilhe