Buenos Aires e México fecham em queda

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas latino-americanas fecharam em queda nessa quarta-feira, com exceção das bolsas da Venezuela e da Colômbia, que apresentaram bom desempenho.

Em Buenos Aires, o índice Merval teve queda de 1,17%, fechando a 532,88 pontos. Nessa quarta-feira apenas cinco ações que compõem o índice fecharam em alta, entre elas as instituições financeiras Cresud (+6,49%) e Banco Bansud (+3,61%), Siderca (+2,73%) e Telecom de Argentina (+1,58%). O principal banco privado argentino, o Grupo Financiero Galicia, teve desvalorização de 5,48%. Fecharam em queda também a Telefónica (-3,26%), Renault (-3,12%) e Repsol YPF (-2,51%).

O índice IPC da bolsa do México apresentou queda de 1,04%, fechando a 6.311,85 pontos, influenciado pela divulgação de fracos resultados de empresas referentes ao quarto trimestre de 2000. O crescimento da economia mexicana baixou de 7% no terceiro trimestre para 6,1% no quarto, devido principalmente ao desaquecimento econômico dos EUA. Na bolsa, destaques de alta para Corporacion Interamericana de Entretenimento (+6,32%), Cementos Mexicanos (+1,89%) e Consorcio Ara (+0,52%). Por outro lado apresentaram queda as ações da varejista Wal Mart (-3,19%), do Grupo Elektra (-1,55%), da Telmex (-0,89%) e Grupo Financeiro Inbursa (-0,13%)

Já o índice ICB da bolsa de Caracas apresentou alta de 1,59%, com otimismo sobre o mercado de veículos, que este ano deve crescer entre 10% e 20%. Além disso, o plano de descentralização do governo pretende repassar parte dos impostos federais para os estados, o que reforçou o bom humor dos investidores.






















Outros mercados: Brasil Ibovespa +0,34%
Peru ISBVL -0,01%
Colombia COSMIBB +0,10%
Chile IPSA -0,64%

Compartilhe