Acordo fechado

BRF (BRFS3): após Marfrig (MRFG3) e Previ chegarem a acordo, novo conselho de administração é aprovado

Fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil e Marfrig informaram terem concordado com a indicação de Aldo Luiz Mendes

Por  Equipe InfoMoney -

Os acionistas da BRF (BRFS3) aprovaram nesta segunda-feira (28), em assembleia assembleia geral ordinária e extraordinária (AGOE), a composição de um novo conselho de administração, com a chapa apresentada por seu maior acionista, a Marfrig (MRFG3), segundo fonte que acompanhou a votação.

Saiba mais:
Caso BRF (BRFS3): a história e as perspectivas para a empresa com o ingresso da Marfrig (MRFG3)
Marcos Molina: como ele construiu a Marfrig e agora assumiu a BRF

Na tarde deste domingo (27), Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, e Marfrig informaram terem concordado com a indicação de Aldo Luiz Mendes, doutor em Economia pela Universidade de São Paulo, ex-Vice Presidente de Finanças do Banco do Brasil e ex-Diretor do Banco Central, para a chapa que irá compor o Conselho de Administração da BRF.

“O nome de Mendes é uma indicação da Previ, e atende aos requisitos necessários para integrar o referido Conselho. Após o acordo, a Previ decidiu retirar o pedido de adoção da sistemática do voto múltiplo para a eleição dos membros do Conselho de Administração da BRF, apresentado no último dia 24”, informou o fundo de pensão.  Oscar de Paula Bernardes Neto retirou a sua candidatura.

A decisão foi comunicada à BRF em nota conjunta assinada por Previ e Marfrig.

A Marfrig havia apresentado uma chapa com dez membros, sem espaço para representante do Previ. O fundo de pensão não concordou e solicitou, na semana passada, o voto múltiplo para a eleição do conselho.

Ao contrário da chapa fechada, o voto múltiplo permite que os acionistas votem individualmente em cada candidato ao conselho. Por trás do movimento, de certa forma, estava “a tentativa do fundo de barrar a hegemonia de [Marcos] Molina [que lidera a Marfrig]”. Agora, com o acordo, haverá um representante do fundo de pensão.

A nova chapa está listada a seguir:

Para presidente do conselho, o nome indicado é o de Marcos Molina, com Sergio Rial, ex-CEO do Santander Brasil (SANB11) e atual chairman do banco, como vice-presidente. Outros nomes de confiança de Molina também fazem parte, como sua esposa, Márcia Marçal dos Santos, e Eduardo Pocetti, do conselho fiscal da Marfrig.

Completam a chapa, Altamir Batista da Silva, ex-banqueiro do JP Morgan e do Safra; Pedro de Camargo Neto, produtor rural que comandou a antiga Abipecs (associação de exportadores de carne suína); e Deborah Vieitas, CEO da Amcham e conselheira do Santander, além de Aldo Luiz Mendes.

Entre os atuais conselheiros, dois devem seguir: Augusto Cruz, ex-CEO do Pão de Açúcar (PCAR3), e Flávia Bittencourt, presidente da Adidas.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe