Conselho de administração

Decisão da Previ de pedir voto múltiplo em assembleia da BRF surpreende acionistas

Segundo a B3, a BRF conta com 1,075 bilhão de ações em circulação; desse total, 313,4 milhões, menos de 30%, foram exercidos à distância

Por  Giuliana Napolitano, Rodrigo Petry -

A Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil (BBAS3), que tem 6,13% do capital da BRF (BRFS3), informou nesta quinta-feira (24) que decidiu pedir a adoção do voto múltiplo para a eleição dos integrantes do conselho de administração da empresa, que acontece na próxima segunda-feira (28).

A decisão pegou outros acionistas da BRF de surpresa, por dois motivos. Primeiro porque parte deles já votou, já que o prazo para voto à distância terminou nesta semana. A BRF já divulgou uma prévia do resultado da votação.

“Além disso, com sua participação no capital e o apoio de outros minoritários, a Previ conseguiria indicar um conselheiro entre dez. O que isso mudaria na prática?”, questiona um acionista.

Marfrig é o maior acionista BRF

Hoje, a Marfrig é o maior acionista da BRF, com 33,25% do capital. Em fevereiro, o frigorífico indicou uma chapa para o conselho da BRF, que incluiu Marcos Molina, fundador da Marfrig, Sergio Rial, ex-CEO do Santander Brasil e atual chairman do banco, e Márcia Marçal dos Santos, esposa de Molina, entre outros sete nomes.

O voto múltiplo permite que os acionistas votem individualmente em cada candidato ao conselho.

Segundo informações do Reset, a Previ vai indicar um candidato para a eleição, o economista Igor Barenboim, que foi da tesouraria do Itaú e ocupou cargos no governo.

A indicação seria uma forma de “tentar barrar a hegemonia de Molina”.

“Um dos problemas da BRF (atualmente) é justamente esse conselho fragmentado, com membros que defendem os interesses de acionistas diversos e nem sempre olham o todo. Uma união seria positiva para a empresa”, diz um acionista.

Leia também:

Em nota, a Previ informou: “Acreditamos que o conselho de administração deve refletir, em sua melhor forma, a base acionária da companhia”.

O objetivo do voto múltiplo, segundo o fundo, é “construir um colegiado robusto, diverso e com legitimidade para elaborar as estratégia necessárias para a geração de valor a todos os acionistas, colaboradores, fornecedores, clientes, comunidades, ou seja, a sociedade de uma forma geral”.

Votos à distância

Na noite desta quinta-feira, a BRF informou o mapa de votação da assembleia consolidando os votos à distância, exercidos por meio dos agentes de custódia, aqueles enviados diretamente ao escriturador e aqueles enviados diretamente à companhia.

Segundo dados da B3, a BRF conta com 1,075 bilhão de ações em circulação no mercado.

Assim, de acordo o mapa, entre as deliberações com maior número de votos, foram computados 313,4 milhões, ou seja, menos de 30% dos votos totais.

Dessa forma, cerca de 70% dos votos, teoricamente, ainda podem ser deliberados na assembleia de segunda-feira.

Deliberações

Especialmente no item “deseja requerer a adoção do processo de voto múltiplo para eleição do Conselho de Administração” foram 9,9 milhões de votos a favor (5,4% pela aprovação), 171,3 milhões contrários (94,5% pela rejeição) e 132,2 milhões optaram por se abster.

No item, “aprovar a eleição de Marcos Antonio Molina dos Santos para o cargo de Presidente do Conselho de Administração e Sergio Agapito Rial para o cargo de Vice-Presidente do Conselho de Administração” foram 307,9 milhões pela aprovação (98,4% do total).

Já entre os membros indicados, conforme o mapa, os candidatos indicadoss pela chapa da Marfrig que tiveram maiores votações foram Marcos Antonio Molina dos Santos (24,2 milhões); Sergio Agapito Rial (24,2 milhões), Marcia Aparecida Pascoal Marçal dos Santos (24,3 milhões) e Altamir Batista Mateus da Silva (24,3 milhões).

Os demais candidatos tiveram as seguintes votações: Augusto Marques da Cruz Filho (15,8 milhões), Deborah Stern Vieitas (15,8 milhões), Flávia Maria Bittencourt (15,9 milhões), Oscar de Paula Bernardes Neto (15,6 milhões), Pedro de Camargo Neto (15,8 milhões) e Eduardo Augusto Rocha Pocetti (15,8 milhões).

Veja o quadro completo das votações, segundo o mapa sintético preliminar enviado pela BRF à CVM.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe