Avanço

Brasil exporta volume recorde de café

arrow_forwardMais sobre

As exportações brasileiras de café atingiram 3,4 milhões de sacas em fevereiro, volume 36,3% maior em relação ao montante embarcado em igual período do ano passado. No mesmo período, a receita com os embarques cresceu 10,6%, totalizando US$ 449 milhões, segundo dados do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Com relação às variedades embarcadas, o café arábica representou 86,2% do volume total de café exportado em fevereiro de 2019, com 2,9 milhões de sacas embarcadas, crescimento de 33,7% na comparação com fevereiro de 2018.

O café solúvel representou 8,2% do volume total exportado, com 281,5 mil sacas, registrando incremento de 2,5%, também em relação a fevereiro de 2018. O café conilon (robusta), por sua vez, representou 5,5% das exportações de café brasileiro em fevereiro, com 189,8 mil sacas exportadas, aumento de 582,2% em relação ao ano passado.

PUBLICIDADE

“Os volumes de exportação de café apresentados em fevereiro, registram o segundo recorde mensal consecutivo e histórico, neste ano. Tudo indica que se continuarmos nessa performance, deveremos encerrar o ano cafeeiro próximo a 40 milhões de sacas, o que também será um recorde histórico”, destaca, em nota, o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes.

Ainda segundo a entidade, Alemanha, que importou 1,24 milhão de sacas de café (correspondendo a 18,1% das exportações do mês); os EUA, com 1,23 milhão sacas importadas (17,9%); e Itália, com 746 mil sacas (10,8%) se destacam como os principais compradores no último mês.

Ainda em fevereiro, o preço médio da saca de café foi de US$ 131,24/saca, queda de 18,8% na comparação com fevereiro de 2018, quando a média fora de US$ 161,73/saca.