Imóveis comerciais

BR Properties (BRPR3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 47,4 mi no 4º trimestre

Redução no FFO recuou pelo aumento da despesa financeira líquida, pela alta da Selic, pela redução do caixa e investimentos em galpões

Por  Felipe Moreira -

A BR Properties (BRPR3) reportou prejuízo líquido de R$ 47,4 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), revertendo o lucro do mesmo período de 2020.

O lucro antes do juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado caiu 15% na comparação com igual etapa de 2020, totalizando R$ 53,7 milhões.

Já a margem Ebitda alcançou 66% no 4º trimestre de 2021, baixa de 10 p.p. na comparação com igual trimestre de 2020.

O Lucro Líquido Ajustado (FFO) totalizou R$ 8,6 milhões no trimestre, correspondendo a uma redução de 82% quando comparado ao quarto trimestre de 2020. A margem FFO atingiu 11%.

A receita líquida somou R$ 81,8 milhões no 4T21, queda de 2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Leia também:

As despesas administrativas somaram R$ 30,6 milhões entre outubro e dezembro do ano passado, elevação de 19% na comparação ano a ano.

Segundo a companhia, a redução no FFO é justificada majoritariamente pelo aumento da despesa financeira líquida em razão do aumento na taxa Selic no período, pela redução do caixa da companhia associada à aquisição do Parque da Cidade, e aos investimentos nos Galpões Cajamar e Centauri.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 2,045 bilhões no final de dezembro do ano passado.

O índice de alavancagem, medido pela relação entre dívida liquida e o Ebitda ajustado foi de 9 vezes no 4T21, uma elevação de 0,9 vez em relação ao 3T21.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe