Política

Bolsonaro minimiza protestos do sábado e diz que “não tinha ninguém”

"Estava vendo agora uma televisão aí: 'nas capitais milhares vão às ruas contra Bolsonaro'. É impressionante, é impressionante!", reclamou

O presidente Jair Bolsonaro (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) procurou minimizar nesta segunda-feira os protestos contra ele realizados no sábado em várias cidades brasileiras.

“Você pode ver os últimos movimentos aí –foi sábado ou domingo?– não tinha ninguém na rua”, disse Bolsonaro em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

“Estava vendo agora uma televisão aí: ‘nas capitais milhares vão às ruas contra Bolsonaro’. É impressionante, é impressionante!”, reclamou ele, em fala transmitida pelas redes sociais.

Milhares de manifestantes pediram no sábado em diversas cidades e capitais do país o avanço na vacinação da Covid, investigação de Bolsonaro em razão da suposta negligência no enfrentamento à pandemia e até o impeachment do presidente.

Aos apoiadores, entretanto, Bolsonaro procurou desqualificar os protestos, buscando vinculá-los apenas a partidos de esquerda.

“Tem uma coisa para elogiar a esquerda neste movimento aí, o distanciamento social. Era 500 metros um do outro”, ironizou ele, sob risos.