Em silêncio

Bolsonaro evita responder sobre permanência de presidente do BB no cargo

Em encontro com adeptos na saída do Palácio da Alvorada, presidente disse estar com pressa, que não poderia "gravar" e pediu desculpas por ser breve

Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)

O presidente Jair Bolsonaro evitou responder à pergunta de um apoiador nesta manhã de quinta-feira sobre a permanência do presidente do Banco do Brasil (BBAS3), André Brandão, no cargo.

Em encontro com adeptos na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse estar com pressa, que não poderia “gravar” e pediu desculpas por ser breve.

Segundo apurou o Estadão/Broadcast, Bolsonaro decidiu demitir Brandão pelo desgaste provocado com o anúncio de fechamento de 112 agências, com desligamento de 5 mil funcionários do banco.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, entretanto, ainda tenta demovê-lo da ideia.

Apesar de a reestruturação do banco ter agradado investidores e equipe econômica, o comunicado foi considerado inoportuno no momento em que o Executivo negocia apoio com parlamentares em troca de aliados nos comandos da Câmara e do Senado.

Quer fazer da Bolsa sua nova fonte de renda em 2021? Série gratuita do InfoMoney mostra o passo a passo para se tornar um Full Trader – clique para assistir!