Bolsas norte-americanas operam sem tendência definida

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte americanas operavam com variações divergentes às 13h00 de Nova York desta quarta-feira. A atenção dos investidores está voltada para a divulgação dos resultados de Yahoo! e Motorola, que ocorrerão após o encerramento do pregão e irão abrir a temporada de earning reports. Enquanto isso, o mercado reage a comentários de analistas e corretoras, os quais não são muito animadores. O faturamento da Yahoo!, por exemplo, vem basicamente de anúncios publicitários em seu web site (cerca de 80%), um mercado que segundo analistas não está nada aquecido. Já a Motorola sofre as conseqüências da má notícia dada ontem por sua maior concorrente no mercado de celulares, a finlandesa Nokia, cujas vendas do ano passado ficaram aquém da expectativa do mercado. Por outro lado, o desempenho de empresas do setor financeiro e de tecnologia vem sendo bom, enquanto os papéis mais defensivos, cujo peso no índice Dow Jones Industrial é muito grande, estão sendo negociados em baixa na sua maioria.

O Dow Jones Industrial, índice que concentra as blue chips norte-americanas, operava em baixa de 0,30%, a 10.542,05 pontos. Entre os destaques de queda vale citar a GM (-2,31%), as empresas de bens de consumo Procter & Gamble (-1,84%), Coca Cola (-1,79%) e Johnson & Johnson (-1,08%), além da gigante do petróleo Exxon Mobil (-1,07%) e da farmacêutica Merck (-0,67%). Já a maior alta era o banco de investimentos JP Morgan (+4,62%), após seus papéis terem sido recomendados pela Merrill Lynch. Outras empresas que apresentavam valorização eram Citigroup (+3,23%), Microsoft (+1,93%), IBM (+1,69%) e Intel (+1,94%), mesmo após analistas do Credit Suisse First Boston terem afirmado que a guerra de preços entre a gigante e sua concorrente AMD tornará a situação de ambas mais complicada no futuro.

O Nasdaq Composite, índice que reúne os papéis de empresas de tecnologia, apresentava valorização de 0,96%, a 2.466,44 pontos. O destaque de alta era a empresa de business to business i2 Tecnologies (+9,15%), que deverá anunciar receitas 8% superiores às esperadas pelo mercado. Outra empresa que operava com valorização era a fabricante de equipamentos para redes Juniper Networks (+3,33%) e Cisco Systems (+4,04%), mesmo após ter seus papéis rebaixados pela CIBC World Market de strong buy para buy. As ações da Yahho! também eram negociadas em alta, com valorização de 0,41%. Por outro lado, as empresas de telecomunicações Ericsson e Qualcomm operavam em queda de 5,20% e 4,95% respectivamente, influenciadas pelos maus resultados da gigante Nokia.

O S&P 500, índice que reflete o desempenho das ações das 500 maiores empresas norte-americanas, operava em alta de 0,22%, a 1.303,27 pontos. A Xerox era o destaque positivo, com valorização de 17,02% em seus papéis após anunciar que levantou mais US$ 435 milhões em financiamentos. A America Online (+4,43%) também se valorizava com a perspectiva de que sua fusão com a Time Warner seja aprovada pela FCC (Federal Communications Comission) ainda hoje. Já as varejistas Wal Mart (-3,08%), Sears (-2,64%) e The Limited (-1,88%) eram os principais papéis em queda.

Compartilhe