Bolsas norte-americanas operam em tendências opostas; Yahoo! é destaque negativo

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas operavam com tendências divergentes às 13h00 de Nova York desta quinta-feira. O Departamento de Comércio dos EUA divulgou hoje o número de pedidos de auxílio desemprego referente à primeira semana de janeiro. Enquanto o mercado esperava por algo em torno de 370 mil novos pedidos, o indicador real foi de 345 mil, reduzindo em parte os temores de que a desaceleração da maior economia do mundo estivesse rápida demais. Isso está sendo bom principalmente para as fabricantes de PCïs, que vinham tendo seus papéis desvalorizados principalmente por temores de que a economia estivesse caminhando para uma recessão rapidamente. Por outro lado, o pregão não tem sido bom para as empresas de internet, influenciadas pelos resultados divulgados ontem pela Yahoo!. Segundo o mega portal, a estimativa de lucro para o ano está entre 33 e 43 centavos por ação, contra uma expectativa anterior dos analistas de 57 centavos por ação. O faturamento estimado da empresa para 2001 também está aquém do que o mercado esperava, entre US$ 1,2 bilhão e US$ 1,3 bilhão, contrastando com uma expectativa de US$ 1,42 bilhão.

O Dow Jones Industrial, índice que concentra as 30 blue chips norte-americanas, operava em queda de 0,31%, a 10.570,92 pontos. Entre as maiores baixas estavam as empresas de bens de consumo Phillip Morris (-5,24%), Johnson & Johnson (-3,00%), Coca Cola (-2,64%), McDonaldïs (-1,51%) e Procter & Gamble (-1,27%), além das empresas de bens intermediários como International Paper (-3,93%), Alcoa (-2,29%) e 3M (-1,67%). Já entre as empresas que apresentavam valorização, destaque para as varejistas Home Depot (+3,82%) e Wal Mart (+2,06%), para a AT&T (+3,78%) e para a Microsoft (+3,07%), seguidas pelas gigantes do setor financeiro American Express (+3,35%), JP Morgan (+3,07%) e Citigroup (+1,74%) e pelas fabricantes de bens de capital Honeywell (+3,18%), General Electric (+2,94%) e United Tecnologies (+1,64%).

O Nasdaq Composite, índice que reúne os papéis de empresas de tecnologia, operava em alta de 2,89%, a 2.597,17 pontos. Os destaques de alta eram Ericsson (+10,00%), após divulgar uma parceria com a coreana 3IC para a distribuição de seus equipamentos CDMA naquele mercado, Dell (+8,80%), Sun Microsystems (+7,31%) e a varejista Amazon (+3,41%). Por outro lado, o destaque de queda era a Yahoo! (-14,55%), que após divulgar expectativas para 2001 menores que o previsto pelo mercado teve suas ações rebaixadas pela maioria das grandes corretoras norte-americanas. Além da Yahoo!, a Cisco Systems, que ontem anunciou através de seu CEO que prevê um crescimento menor para o ano, também tinha seus papéis desvalorizados, em queda de 1,38%.

O S&P 500, índice que reflete o desempenho das 500 maiores empresas dos EUA na bolsa de Nova York, operava em alta de 0,67%, a 1.322,05 pontos. Entre as maiores altas, vale citar a Motorola (+6,19%), após divulgar ontem resultados trimestrais em linha com a expectativa do mercado. Outro destaque positivo era a America Online (+5,70%), que se beneficia de rumores de que sua fusão com a Time Warner será aprovada pela FCC (Federal Communications Comission) sem restrições no que tange ao mercado de instant messangers, o qual ela domina amplamente. Já a Xerox, que ontem foi destaque de alta após anunciar uma nova linha de financiamento, caía hoje 3,51%. As farmacêuticas Bristol Myers e Merck também operavam em queda, com desvalorização de 3,79% e 2,33% respectivamente.

Compartilhe