Bolsas norte-americanas fecham sexta-feira com sinais opostos

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

19:50h – 26/01
InfoMoney

SÂO PAULO – As bolsas norte-americanas fecharam com sinais contrários nesta sexta-feira. Os setores que sofreram mais perdas foram os de bens de capital e o de energia, seguidos pelos de bens de consumo duráveis e não duráveis, de infra-estrutura e o de transportes.

O grande destaque negativo do último pregão da semana foi a empresa fornecedora de semicondutores PMC-Sierra, que despencou 22,82% ao anunciar que o lucro do primeiro trimestre deste ano deverá ser entre US$ 0,13 e US$ 0,15 por ação, o que não corresponde nem à metade da projeção dos analistas, que esperavam US$0,37 por ação. Já a Ericsson, fabricante de redes e equipamentos para telefonia celular, anunciou hoje que venderá a sua planta de fabricação de telefones celulares, fazendo com que suas ações caíssem 13,46%.

O índice Dow Jones, que concentra as “blue chips” norte-americanas, fechou o dia com queda de 0,65%, cotado a 10.659,98 pontos. As baixas ficaram por conta de companhias como General Electric (-2,86%), DuPont (-2,53%), Alcoa (-2,47%) e International Paper (-2,33%). As maiores altas foram obtidas pelas ações da Intel (+3,99%), Microsoft (+3,54%), IBM (+3,10%), American Express (+0,54%) e Merck (+0,46%).

Já o índice Nasdaq, composto por empresas do setor de tecnologia, valorizou-se 0,98%, fechando o dia a 2.781,31 pontos após operar grande parte do tempo em baixa. Algumas ações responsáveis pela alta foram: Qualcomm (+9,55%), que superou as expectativas de lucro no quarto trimestre do ano passado em US$0,01 por ação, JDS (+8,04%), Amazon (+2,63%) e Oracle (+1,46%). Ações como Yahoo (-3,83%), Cisco Systems (-2,38%), Apple (-1,88%) e Biogen (-0,94%) tiveram seus papéis depreciados.

O S&P 500, que engloba as 500 maiores empresas norte-americanas, recuou 0,19%, fechando a 1.354,95 pontos. As ações da Viacom (-5,22%), Avon (-3,96%), America Online (-2,12%) e Boeing (-2,00%) apresentaram desvalorizações. Em alta fecharam empresas como a Starbucks, que divulgou o lucro do quarto semestre de 2000 acima das previsões de Wall Street, fechando com variação positiva de 6,57%; Unisys (+5,33%), Bank of America (+3,28%), Pepsi (+0,71%) e Merrill Lynch (+0,42%).

Compartilhe