Bolsas norte-americanas fecham em baixa um dia após alta recorde

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas de valores norte-americanas fecharam o pregão desta quinta-feira em queda. Os investidores optaram por realizar parte dos lucros obtidos com a valorização recorde de ontem na Nasdaq (+14,17%), receosos com os números da taxa de desemprego de dezembro que o departamento de Trabalho dos EUA irá divulgar amanhã. Hoje o órgão do governo norte-americano divulgou o número de pedidos de auxílio desemprego, (Initial Claims), referente à última semana de dezembro. Enquanto o mercado esperava por algo em torno de 350 mil pedidos, o indicador real foi de 375 mil. Analistas de mercado afirmam que levará alguns meses para que a economia sinta os efeitos dos cortes nos juros, e que até lá a pressão sobre os preços das ações poderá continuar, sobretudo nos setores mais afetados por uma acelerada redução do consumo. Assim, os papéis de empresas farmacêuticas e produtoras de bens de consumo não conseguiram reverter a tendência de queda imposta desde o início do pregão e encerraram o dia com os piores desempenhos.

O Dow Jones Industrial, índice que reúne as blue chips, fechou em queda de 0,30%, a 10.912,41 pontos. O destaque negativo do índice foi a farmacêutica Merck (-4,98%), seguida por empresas do setor de bens de consumo, como Phillip Morris (-4,14%), Procter & Gamble (-3,10%) e pela varejista Wal Mart (-3,85%). Outra companhia que fechou em baixa foi a gigante do setor de energia Exxon Mobil (-2,79%), além de Coca Cola (-2,85%), Boeing (-2,50%) e Johnson & Johnson (-2,15%). Já entre as empresas que mais se valorizaram hoje, destaque para a Kodak, que encerrou o pregão com alta de 7,87%. Outros destaques foram Caterpillar (+4,70%), AT&T (+4,35%) e General Motors (+4,22%).

O Nasdaq Composite, índice que reflete o desempenho dos papéis das empresas de tecnologia, fechou em queda de 1,91%, a 2.566,84 pontos. Entre as companhias que encerraram em baixa estão Amazon (-11,74%), JDS Uniphase (-10,49%), após forte valorização ontem, Ericsson (-6,12%) e Sun Microsystems (-6,06%). Outras empresas que fecharam o dia com fortes quedas foram as gigantes do setor de telecomunicações Qualcomm e WorldCom, com desvalorização de 6,10% e 2,81% respectivamente. Destaque negativo também para Yahoo! (-4,44%), Dell (-4,06%) e Intel (-1,28%), que não conseguiram sustentar as altas que obtinham até o início da tarde. Por outro lado, entre as empresas que se destacaram positivamente, vale citar a fabricante de softwares Oracle (+1,76%), a Cisco Systems (+1,36%) e a Microsoft (+1,04%).

O S&P 500, índice que concentra as ações das 500 maiores empresas dos EUA, fechou o pregão em baixa de 1,06%, a 1.333,34 pontos. Entre as maiores quedas estão a varejista The Limited (-10,80%), Colgate Palmolive (-6,92%), Pepsico (-4,57%) e as gigantes do setor farmacêutico Bristol Myers (-5,71%) e Merck (-4,98%). Já o destaque positivo foi a varejista Toys R Us (+21,96%), após anunciar vendas de Natal superiores às do ano anterior em 4% e ter seus papéis elevados de Neutral para Accumulate pela Merrill Lynch. Outros destaques de alta foram America Online (+12,67%), K-Mart (+12,64%), Ford (+7,21%), que teve seus papéis elevados de Buy para Strong Buy pelo Credit Suisse First Boston, Viacom (+6,13%) e o banco de investimentos Morgan Stanley (+6,05%).

Compartilhe