Bolsas norte-americanas fecham em alta; Intel e Microsoft são destaques negativos

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas fecharam em alta moderada nesta quinta-feira. Foram divulgados hoje alguns indicadores econômicos, como o número de pedidos de auxílio desemprego (Initial Claims), que ficou em 333 mil (bem abaixo dos 355 mil esperados pelo mercado) e a venda de casas usadas, que ficou em 5,22 milhões (o mercado esperava 5,06 milhões). Apesar desses indicadores apontarem para um aquecimento da atividade econômica um pouco acima do esperado, o nível de confiança do consumidor, que no mês anterior havia ficado em 132,6, registrou forte queda e está em 128,3. O nível de confiança do consumidor é tido como referência para os futuros gastos com consumo, item que sozinho representa dois terços do PIB norte-americano. Assim, os investidores procuraram por papéis mais defensivos, como os de empresas farmacêuticas e de bens de capital. A Prudential Securities reduziu hoje sua previsão de faturamento para as gigantes Dell e IBM, o que fez com que as empresas do setor de PCïs fossem o destaque negativo do pregão.

O Dow Jones Industrial, índice que reúne as blue chips norte-americanas, encerrou o dia em alta de 0,61%, a 10.868,76 pontos. A maior valorização ficou com a Kodak (+3,38%), seguida por Home Depot (+2,49%) e IBM (+2,36%). Outros destaques de alta foram McDonaldïs (+2,26%), Boeing (+2,05%) – que teve seus papéis elevados pelo banco de investimentos Morgan Stanley, e Merck (+1,96%). Por outro lado, os papéis das gigantes Intel e Microsoft caíram 4,99% e 4,04% respectivamente. Outras empresas que fecharam com baixas consideráveis foram General Motors (-1,58%), SBC Communications (-1,57%) e United Tecnologies (-1,33%).

O Nasdaq Composite, índice que concentra os papéis das empresas de tecnologia, fechou com valorização de 0,72%, a 2.557,69 pontos. Entre as maiores altas estão Yahoo! (+3,99%), que anunciou ter obtido um crescimento de 100% no número de pedidos recebidos neste Natal em relação ao ano passado, Amazon (+2,96%) e a gigante Oracle (+1,22%). Já dentre os destaques de baixa, vale citar a fabricante de equipamentos para redes de fibra ótica JDS Uniphase, que após a forte valorização de ontem encerrou o dia em queda de 6,60%. Outras baixas significativas foram Sun Microsystems (-4,73%), Cisco (-2,91%), Ericsson (-1,10%), WorldCom (-0,89%), Qualcomm (-0,56%) e Dell Computer (-0,35%).

O S&P 500, índice que reúne as ações das 500 maiores empresas norte-americanas, fechou com valorização de 0,40%, a 1.334,21 pontos. Entre as maiores altas estão Toys R Us (+5,13%), Morgan Stanley (+3,35%), Merrill Lynch (+3,20%), Viacom (+2,99%) e Ford (+2,92%). Por outro lado, as maiores quedas ficaram com a Lucent Tecnologies (-4,57%), com a Union Pacific (-3,92%) – que reduziu suas estimativas de faturamento para o trimestre e anunciou que cortará 2000 postos de trabalho, com a varejista K-Mart (-3,66%), com a Verizon Communications (-3,21%) e com a America Online (-2,07%).

Compartilhe