Bolsas norte-americanas desabam após Fed manter taxas de juros inalteradas

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas fecharam em forte queda nesta terça-feira, com pior desempenho para os setores de tecnologia e telecomunicações. Os investidores não receberam com entusiasmo a decisão do Fed de manter as taxas de juros em 6,5% ao ano, apesar da indicação do banco central norte-americano de que poderar reduzir as taxas já na próxima reunião em janeiro.

O Dow Jones Industrial, índice que reúne as ações das blue chips norte-americanas, fechou em queda de 0,57%, a 10.584,37 pontos. O destaque negativo do pregão foi a SBC Communications, cujas ações fecharam em baixa de 12,66%, após anunciar a redução de suas expectativas de faturamento para o trimestre. Logo a seguir vieram os papéis da Microsoft (-6,41%), que inspirou pessimismo nos investidores ao anunciar um programa de redução de custos alguns dias depois de avisar que não alcançará as estimativas de faturamento do trimestre (a primeira em mais de dez anos). Por outro lado, dentre as poucas empresas que conseguiram sair do pregão com seus papéis valorizados estão Philip Morris (+4,24%), Citigroup (+1,77%) e McDonald’s (+1,74%).

O Nasdaq Composite, índice que concentra os papéis das empresas de tecnologia, encerrou o dia em baixa de 4,30%, a 2.511,70 pontos. Os papéis da Ciena caíram 24,06%, com os rumores de que a fabricante de equipamentos de telecomunicações estaria adquirindo a Cyras Systems, produtora de equipamentos para redes de fibra ótica, por US$ 2,6 bilhões. Outras empresas que também fecharam em queda foram Broadvision (-15,44%), que ontem teve seus papéis rebaixados pela Goldman Sachs, JDS Uniphase (-12,57%), Yahoo! (-12,50%) e Amazon (-8,18%). Já as ações da fabricante de chips Intel foram um dos poucos destaques de alta, fechando o pregão com valorização de0,56%.

O S&P 500, índice que concentra os papéis das 500 maiores empresas norte-americanas em valor de mercado, encerrou o dia em queda de 1,30%, a 1.305,60 pontos. Os destaques de baixa ficaram com a operadora de telecomunicações Verizon Communications (-6,83%) e com a Nortel Networks (-5,85%), influenciadas pelos maus resultados de outra gigante do setor, a SBC Communications. Outras empresas que também obtiveram fraco desempenho hoje foram as varejistas Wal-Mart (-5,56%) e Home Depot (-3,68%), seguidas pela fabricante de equipamentos para telecomunicações Qualcomm (-2,34%) e pela WorldCom (-1,14%), outra gigante do setor. Já entre os destaques de alta, vale citar a produtora de alumínio Alcoa (+3,29%), Coca Cola (+2,96%), as farmacêuticas Bristol Myers (+2,64%) e Merck (+2,59%) e a HP (+2,01%), que anunciou hoje uma aliança com a operadora japonesa de telefonia celular NTT DoCoMo, para o desenvolvimento de novas tecnologias.

Compartilhe