Refelxo

Bolsas na Europa caem e setores já indicam dificuldades após atentados em Barcelona

Principais índices europeus fecharam em queda, liderados por Espanha e França, diante da tensão com ataques terroristas

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – As bolsas europeias sentiram, nesta sexta-feira (18), os maiores reflexos do ataque terrorista ocorrido em Barcelona na véspera, com a bolsa da Espanha liderando as perdas do dia. Diante de crescente onda de atentados, os mercados têm sentido menos efeitos recentemente, mas desta vez está sendo diferente.

Os atentados, reivindicados pelo estado Islâmico, deixaram pelo menos 13 mortos e mais de 100 feridos no coração da Catalunha. Horas depois de uma van atingir várias pessoas, a polícia matou cinco supostos terroristas quando responderam a um ataque separado que atingiu sete pessoas em Cambrils, uma cidade a sudoeste de Barcelona, segundo o governo catalão.

Em Madrid, o IBEX 35 recuava 1,1%, para 10.327 pontos, chegando a cair 1,7% na mínima do dia, com todas as ações – com exceção de duas – operando no negativo. O índice Stoxx Europe 600 SXXP, tinha perdas de 1% para 3.763 pontos.

“Os mercados de ações europeus estão caindo pelo eventos de ontem à noite […] com ações de turismo e lazer sob maior pressão”, disse Rebecca O’Keeffe, chefe de investimento da Interactive Investor, para a CNBC. “O ataque de Barcelona é apenas um catalisador para as vendas, com os problemas em Washington também causando grande preocupação aos investidores”, completou a analista.

As companhias aéreas estão entre as maiores impactadas. “Como vimos nos últimos dois anos na Europa, esses tipos de atrocidades afetam o turismo e atingem os ganhos das companhias aéreas. Os investidores estão preocupados com o fato de que a demanda cairá ao longo do resto do ano, o que já parecia ser um problema resistente para a indústria” disse o analista sênior de mercado da ETX Capital, Neil Wilson, em relatório.

As ações da Air France-KLM caíram 2,9%, enquanto a Ryanair Holdings e a Lufthansa recuaram 2,6% e 1,7%, respectivamente. No IBEX 35, caíram 2,6% as ações da rede hoteleira Melia Hotels International.

Entre os outros principais mercados europeus, o índice frânces CAC40 registrava queda, -0,90%, aos 5.100 pontos, enquanto o FTSE 100 tinha perdas de 1,01%, a 7.313 pontos. Já o alemão DAX recuava 0,50%, para 12.142 pontos, ao passo que o italiano FTSE Mib tinha as menores perdas do dia: 0,13%, 21.761 pontos.