5 assuntos

Bolsas mundiais estendem fortes perdas da véspera, com temores renovados sobre inflação; os assuntos do mercado hoje

Resultados trimestrais de importantes varejistas americanas preocuparam investidores; divulgação da ata do BCE também é monitorada pelo mercado

Por  Equipe InfoMoney -

Os índices futuros de Nova York e bolsas da Europa recuam, enquanto mercados asiáticos fecharam em baixa na manhã desta quinta-feira (19), após o Dow Jones registrar sua maior queda em um dia desde 2020.

Os movimentos ocorreram depois de uma forte liquidação do mercado na quarta-feira, quando os lucros do varejo indicaram que a inflação estava afetando os lucros das empresas.

Resultados das varejistas Target e do Walmart do primeiro trimestre mostraram custos de combustível mais altos e demanda restrita do consumidor, prejudicando os resultados em meio à inflação mais alta em décadas.

Os investidores terão mais resultados corporativos nos EUA para analisar nesta quinta-feira com empresas como BJ’s Wholesale, Kohl’s, Applied Materials e Ross.

Os pedidos iniciais de seguro-desemprego estão programados para serem divulgados na manhã de quinta-feira.

Na Europa, atenção para a ata do Banco Central Europeu (BCE), que pode dar sinalizações sobre um possível aumento dos juros em julho.

Aqui no Brasil, a agenda de indicadores está esvaziada. Do lado corporativo, acionistas do Carrefour Brasil se reúnem em assembleia geral extraordinária (AGE) para deliberar sobre a proposta de compra do Grupo Big. Dois pontos precisam ser aprovados: o pagamento, em dinheiro, de R$ 5,25 bilhões aos atuais controladores do Big, o fundo de private equity Advent International e Walmart; e a incorporação dos 30% remanescentes do capital social pelo Carrefour Brasil. Os investidores também repercutem a aprovação pelo Tribunal de Contas da União (TCU) do processo de privatização da Eletrobras.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA caem na manhã desta quinta-feira (19), após pior dia do Dow Jones desde 2020.

O Dow perdeu mais de 1.100 pontos no maior declínio da média desde junho de 2020. O S&P 500 perdeu cerca de 4%, também sua pior queda desde junho de 2020. O Nasdaq Composite caiu 4,7%.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -1,03%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -1,16%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -1,36%

Ásia

A maioria dos mercados asiáticos recuou acentuadamente nas negociações de quinta-feira após fortes perdas em Wall Street.

O índice Hang Seng de Hong Kong registrou a maior perda, caindo 2,54%, fechando em 20.120 pontos. As ações da gigante de tecnologia chinesa Tencent caíram 6,51% depois de informar que seu lucro trimestral caiu pela metade. Outras ações de tecnologia chinesas em Hong Kong também sofreram fortes perdas, com o Alibaba caindo 7,39%, enquanto o Meituan caiu 3,78%.

Já o líder chinês Xi Jinping discursou reforçando a política de Covid zero no país e pedindo que outros países tomem medidas mais duras contra o vírus. Por outro lado, o índice de Shangai fechou em leve alta após autoridades da região anunciarem mais planos para o fim de lockdowns.

  • Shanghai SE (China), +0,36%
  • Nikkei (Japão), -1,89%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), -2,54%
  • Kospi (Coreia do Sul), -1,28%

Europa

Os mercados europeus operam em baixa, depois que os mercados regionais fecharam a quarta-feira em queda, com os temores sobre a inflação abalando os mercados de ambos os lados do Atlântico.

Dados do Reino Unido mostraram que a inflação disparou para uma alta de 40 anos de 9% em abril, à medida que os preços dos alimentos e da energia dispararam, revelaram números oficiais na quarta-feira, aumentando a crise do custo de vida do país.

  • FTSE 100 (Reino Unido), -2,03%
  • DAX (Alemanha), -1,73%
  • CAC 40 (França), -1,95%
  • FTSE MIB (Itália), -1,15%

Commodities

Os preços do petróleo recuam na sessão de hoje (19), apesar da esperança de que o relaxamento planejado das restrições em Xangai possa melhorar a demanda por combustível.

  • Petróleo WTI, -0,90%, a US$ 108,60 o barril
  • Petróleo Brent, -0,44%, a US$ 108,63 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 0,18%, a 818,00 iuanes, o equivalente a US$ 120,91

 

Bitcoin

  • Bitcoin, -2,89% a US$ 28.999,08 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

Aqui no Brasil, a agenda está esvaziada, com atenção para a reunião do CMN. Destaque para as solicitações de seguro-desemprego semanal nos EUA (9h30) e o Banco Central Europeu (BCE) divulga ata da última reunião de política monetária (8h30).

Brasil

14h30: Ministério da Economia faz projeções macroeconômicas

15h: Reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), formado pelo Ministro da Economia (presidente do Conselho),
Presidente do Banco Central e Secretário Especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia

15h30: Campos Neto participa de reunião com Ministro da Agricultura, Abastecimento e Pecuária

EUA

9h30: Pedidos de seguro-desemprego semanal, consenso Refinitiv aponta para 200 mil solicitações

9h30: Índice de atividade industrial do Fed de Filadélfia

11h: Variação de vendas de casas usadas mensal

Zona do Euro

8h30: Ata do Banco Central Europeu

3. ICMS de luz e combustíveis

A Câmara aprovou na noite da véspera regime de urgência para o projeto do deputado Danilo Forte (União Brasil – CE) que classifica como essenciais a energia elétrica, combustíveis, serviços de comunicação e o transporte coletivo para fins de incidência tributária – inclusive de ICMS (PLP n° 18/2022).

Já a Folha informa que a liminar obtida pelo governo federal contra a manobra dos estados para regulamentar a nova lei do ICMS dos combustíveis tornou-se o centro do novo cabo de guerra entre a União e governadores sobre o tema. Governos estaduais e distribuidoras de combustíveis apontam que a decisão judicial de suspender a aplicação dos descontos aplicados pelos estados sobre a alíquota máxima de R$ 1,006 sobre o diesel pode surtir efeito contrário ao desejado, elevando o preço do combustível nas bombas. Já o governo federal quer usar a decisão para forçar uma mudança no convênio do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) que estabeleceu a alíquota uniforme. O Ministério da Economia, que preside o colegiado, convocou uma reunião extraordinária para esta quinta para debater o tema com os estados.

Bolsonaro protocola na PGR inquérito contra Moraes

Após o ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli rejeitar o pedido de investigação contra Alexandre de Moraes, o presidente Jair Bolsonaro protocolou pedido de abertura de inquérito por abuso de autoridade na Procuradoria-Geral da República.

Já a m ministra Rosa Weber (STF) pediu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste sobre a possibilidade de abrir um novo inquérito contra Bolsonaro em razão dos ataques ao sistema eleitoral. O pedido de investigação foi ajuizado na Corte pelo deputado Professor Israel Batista (PSB-DF), depois que Bolsonaro disse, em evento no Planalto, que o TSE tinha uma “sala secreta” para apuração dos votos.

Elevação do limite do Simples custa R$ 66 bi, diz Receita

A Receita Federal se manifestou contrária ao projeto que amplia o limite de faturamento das empresas do regime tributário do Simples ao participar de audiência pública na Câmara. Agora, os deputados estudam separar as discussões e aprovar primeiro o aumento do teto de faturamento do microempreendedor individual (MEI), para mais a frente debater a ampliação das faixas do Simples.

A correção da tabela resultaria em uma renúncia de receitas de R$ 148,6 bilhões no ano que vem, elevação de 81% em relação aos níveis originais, disse o subsecretário de Tributação e Contencioso da Receita Federal, Fernando Mombelli, em reunião da Comissão de Finanças e Tributação (CFT). Seriam R$ 66 bilhões a mais em perda de arrecadação.

Terceira via com Tebet

De acordo com o Globo e Estadão, os presidentes de PSDB, MDB e Cidadania decidiram na véspera indicar a senadora Simone Tebet (MDB-MS) como candidata única da terceira via à Presidência. A decisão ainda precisa passar pelo crivo das executivas nacionais dos três partidos, que devem se reunir na próxima terça-feira, mas já indica que o ex-governador de São Paulo João Doria, pré-candidato do PSDB, teria sido rifado.

Pesquisas encomendadas pelos partidos mostraram que a rejeição a Doria é muito alta e Simone teria maior potencial de crescimento. Ele foi aprovado em prévias do PSDB, em novembro do ano passado, mas, desde então, enfrenta resistências para tornar o nome viável.

4. Covid

Na última quarta-feira (18), o Brasil registrou 99 mortes e 12.789 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 116, elevação de 20% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 17.666, o que representa alta de 17% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 165.375.069 o número de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 76,98% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 177.812.991 pessoas, o que representa 82,77% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 90.305.663 pessoas, ou 42,02% da população.

5. Radar Corporativo

Eletrobras (ELET3;ELET6)

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou a segunda etapa do processo de privatização da Eletrobras (ELET3;ELET6) em sessão nesta quarta-feira (18) por sete votos a favor e um contra. Com essa aprovação, abre-se o caminho para que a operação de capitalização da companhia prossiga. A intenção do governo é de concluí-la até agosto deste ano.

Localiza (RENT3)

A locadora de veículos procederá o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP), no montante de R$ 0,146694635 por ação, totalizando R$ 110,3 milhões. O pagamento dos JCPs tem como data-base a posição acionária de 29 de março de 2022.

A título de dividendos serão pagos R$ 0,274130886 por ação, totalizando R$ 206,2 milhões. O pagamento dos dividendos tem como data-base a posição acionária de 29 de abril de 2022.

Os proventos serão creditados no dia 20 de maio deste ano.

Vibra (VBBR3)

A Vibra distribuirá R$ 131,8 milhões em dividendos no dia 30 de maio. O montante equivale a R$ 0,117107099 por ação. Farão jus aos dividendos os acionistas na posição acionária do dia 28 de abril de 2022. As ações da companhia foram negociadas ex-dividendos a partir de 29 de abril de 2022.

Vale destacar que em relação ao exercício de 2021, a Vibra já pagou Juros Sobre Capital Próprio (JCP) no valor total de R$ 531,8 milhões (R$ 0,465454548 por ação), que somados a esta última parcela perfazem um valor total distribuído aos acionistas de  R$ 663,6 milhões (R$ 0,582261647 por ação), referente ao exercício 2021.

CSN (CSNA3)

A companhia iniciou novo programa de recompra de até 58 milhões de ações. A validade do programa vai de 19 de maio de 2022 a 18 de maio de 2023.

O programa tem por objetivo a aquisição de ações ordinárias de emissão da própria Companhia para permanência em tesouraria e posterior alienação ou cancelamento.

CSN Mineração (CMIN3)

A mineradora vai recomprar até 106 milhões de ações de sua própria emissão. O prazo de aquisição está compreendido entre 19 de maio de 2022 a 18 de maio de 2023.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe