5 assuntos

Bolsas mundiais operam de lado após alta da véspera, repercussão da fala de Powell e mais assuntos do mercado hoje

Presidente do Fed disse na véspera que “ não haverá nenhuma hesitação ” em aumentar as taxas até que a inflação nos EUA esteja sob controle

Por  Equipe InfoMoney -

Os índices futuros de Nova York têm leve queda e as bolsas da Europa operam estáveis, enquanto as ações asiáticas fecharam sem um sentido único nesta quarta-feira (18).

Os mercados globais têm sido pressionados pela inflação e pela tentativa do Federal Reserve de conter os aumentos de preços por meio de aumentos de taxas, o que levou a preocupações sobre uma possível recessão. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse na véspera em uma conferência do Wall Street Journal na terça-feira que “ não haverá nenhuma hesitação ” em aumentar as taxas até que a inflação esteja sob controle.

No entanto, alguns dados econômicos recentes, incluindo o relatório de empregos e os dados de vendas no varejo de abril, mostram o crescimento da economia americana.

Os investidores também terão uma visão atualizada do mercado imobiliário, com dados para início de habitação e licenças de construção para abril, que serão divulgados na manhã de sexta-feira.

Enquanto isso, o Japão viu sua economia encolher 1% em uma base anualizada de janeiro a março em comparação com o trimestre anterior, mostraram dados do governo nesta quarta-feira. Isso foi menos do que a contração de 1,8% prevista em uma pesquisa, segundo a Reuters.

Por aqui, Guedes (10h) e Campos Neto (11h) participam de painel em evento da Petrobras e BB sobre o mercado de carbono. No campo corporativo, está em pauta a privatização da Eletrobras. A sessão também marca o vencimento de opções sobre Ibovespa, que pode adicionar volatilidade ao índice.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam em baixa, com os investidores repercutindo os comentários considerados mais hawkish (duros com relação à inflação) do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

Ele afirmou que o banco central dos EUA “continuará insistindo” em apertar a política monetária norte-americana até que fique claro que a inflação está em declínio. “O que precisamos ver é a inflação recuando de maneira clara e convincente e vamos continuar insistindo até vermos isso”, disse Powell em evento do Wall Street Journal.

Saiba mais: Jerome Powell fala em “amplo apoio” do Fed por nova alta de 50 pontos-base nos EUA

“Se isso envolve ultrapassar níveis amplamente entendidos como ‘neutro’, não hesitaremos em fazer isso”, acrescentou Powell, referindo-se à taxa na qual a atividade econômica não é estimulada nem restringida.

Já na véspera, os principais índices acionários dos EUA subiram com dados de vendas no varejo melhores do que o esperado, bem como o otimismo sobre a luta da China contra o Covid-19 e os sinais de flexibilização dos bloqueios por lá.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,20%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,33%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,61%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam mistos nesta quarta-feira depois que Wall Street subiu e o presidente do Fed disse que aumentará ainda mais as taxas de juros se necessário para esfriar a inflação.

Destaque para o Nikkei 225 no Japão que subiu 0,94%, para 26.911,20, após a economia japonesa encolher menos que o esperado no primeiro trimestre de 2022.

  • Shanghai SE (China), -0,25%
  • Nikkei (Japão), +0,94%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,20%
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,21%

Europa

As bolsas da Europa operam perto da estabilidade nesta manhã, com os mercados globais lutando para ganhar impulso.

Os negócios na Europa acompanham o sentimento dos mercados da Ásia, onde os mercados fecharam mistos à medida que os investidores digeriram comentários do presidente do Federal Reserve dos EUA.

Entre os indicadores, a inflação no Reino Unido disparou para uma alta de 40 anos de 9% em abril , com a alta dos preços de alimentos e energia, revelaram números oficiais na quarta-feira, aumentando a crise do custo de vida do país.

Já o Índice de Preço ao Consumidor (IPC) da Zona do Euro foi de 2,4% para 0,6% em abril, em linha com as expectativas de mercado. No acumulado de 12 meses, no entanto, ficou levemente abaixo da expectativa, com alta de 7,4% ante consenso de 7,5%.

 

  • FTSE 100 (Reino Unido), 0,00%
  • DAX (Alemanha), -0,09%
  • CAC 40 (França), -0,08%
  • FTSE MIB (Itália), -0,01%

Commodities

Os preços do petróleo sobem nesta quarta-feira, com esperanças de recuperação da demanda na China, à medida que o país afrouxa gradualmente algumas de suas rígidas medidas de contenção do Covid-19. Por outro lado, a sessão foi de queda para o minério.

  • Petróleo WTI, +1,69%, a US$ 114,30 o barril
  • Petróleo Brent, +1,36%, a US$ 113,45 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 5,27%, a 791,00 iuanes, o equivalente a US$ 117,30

Bitcoin

  • Bitcoin, -2,44% a US$ 29.854,66 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

Nesta data foram divulgados os índices de preços ao consumidor no Reino Unido, que já deu início ao ciclo de aperto monetário, e na União Europeia, onde o Banco Central Europeu já sinaliza ir pelo mesmo caminho. Para o indicador britânico, o consenso Refinitiv prevê uma aceleração mensal de 2,6% em abril. Já para inflação na Zona do Euro, a expectativa é de alta de 0,6%.

Brasil

Vencimento de opções sobre Ibovespa

10h: Guedes participa do Congresso Mercado Global de Carbono

11: Campos Neto participa do Congresso Mercado Global de Carbono

EUA

9h30: Construção de casas novas de abril

11h30: Variação de estoques de petróleo EIA semanal, com consenso Refinitiv de alta de 1,533 milhão de barris

17h: Discurso do diretor do Fed, Thomas Harker

3. Bolsonaro vai ao STF contra Moraes

O presidente Bolsonaro acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Corte Alexandre de Moraes por abuso de autoridade. Bolsonaro questiona sua inclusão no inquérito das fake news, que investiga a disseminação de notícias falsas contra o STF. O presidente alega que foi mantido como investigado, mesmo depois de a Polícia Federal (PF) concluir que ele não cometeu crimes, ao questionar a segurança do processo eleitoral durante uma live.

Lira convida Sachsida e Aneel para discutir suspensão de reajustes das contas de luz

O presidente da Câmara, Arthur Lira, pretende fazer amanhã uma grande reunião para discutir com os líderes da base do governo o aumento das tarifas de energia elétrica, informa o Broadcast.

O novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e representantes da Aneel foram convidados para o encontro, que acontecerá na residência oficial de Lira. Os líderes vão tratar da votação do projeto de decreto legislativo que suspende os aumentos de energia já concedidos no Ceará, Bahia e Rio Grande do Norte e pode ter efeito geral, bloqueando outros aumentos já autorizados pela Aneel. As distribuidoras não aceitam a suspensão dos contratos já concedidos e ameaçam ir à Justiça, caso o projeto, que tramita em regime de urgência na Câmara, seja aprovado.

Câmara aprova renegociação de dívidas do Fies e inclui jabuti de transação tributária

A Câmara aprovou MP que permite o refinanciamento de dívidas de estudantes com o Fies. O texto segue ao Senado. O relator da MP, deputado Hugo Motta, incluiu no texto medidas consideradas “jabutis”, ou seja, estranhas ao conteúdo principal da medida. Uma delas permite que a Receita proponha transação na cobrança de créditos tributários em contencioso administrativo, por adesão ou por iniciativa do devedor. Hoje, esse processo só pode ser feito pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Senado aprova volta do despacho gratuito de bagagem

O Senado aprovou na véspera a Medida Provisória (MP) 1089/2021, que disciplina o transporte aéreo no país e que foi editada pelo governo com o intuito de atrair investidores e desburocratizar o setor. Os senadores mantiveram o trecho incluído na Câmara que retoma o despacho gratuito de bagagem de até 23 quilos em voos nacionais e de até 30 quilos em voos internacionais. O texto volta à Câmara para nova análise.

Servidores do Tesouro entram em greve

Os servidores do Tesouro Nacional aprovaram em assembleia na última terça entrar em greve a partir da segunda-feira (23). Já os da CGU (Controladoria-Geral da União) decidirão na sexta-feira (20) se também iniciam uma paralisação por tempo indeterminado.

Com a decisão dos servidores do Tesouro, sobe para três o número de carreiras federais que cruzam os braços, ampliando a pressão sobre o governo Jair Bolsonaro (PL): já estão parados os do Banco Central (BC) e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

4. Covid

Na última terça-feira (17), o Brasil registrou 221 mortes e 26.228 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 119, aumento de 28% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 19.135, o que representa alta de 29% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 165.302.284 o número de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 76,95% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 177.769.148 pessoas, o que representa 82,75% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 89.909.499 pessoas, ou 41,85% da população.

5. Radar Corporativo

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informa que ocorreu ontem (17) um vazamento de óleo diesel seguido de fogo na Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), localizada na cidade de Cubatão, no estado de São Paulo.

Segundo comunicado, o local foi imediatamente isolado e a equipe de brigadistas da refinaria controlou a ocorrência. Não houve feridos nem danos às demais instalações da refinaria.

Fleury (FLRY3)

A Fleury celebrou acordo para criação de uma nova companhia em parceria com Atlântica  Hospitais, controlada indireta do Banco Bradesco, e Real e Benemérita Associação Portuguesa de Beneficência, para coordenar o cuidado da jornada do paciente oncológico, com soluções  preventivas, pesquisas clínicas e cuidado de excelência, por meio de uma solução integrada, multicanal, humanizada e centrada no paciente.

A união destes três grandes grupos será em um novo modelo de operação focado na jornada completa e com ênfase no diagnóstico precoce, emprego de tecnologia e acolhimento do paciente, oferecendo uma forma de pagamento baseado no desfecho e na gestão das vidas em carteira.

A iniciativa prevê investir cerca de R$ 678 milhões nos cinco primeiros anos, a ser aportado pelos parceiros, para criação de clínicas oncológicas e Cancer Centers para tratamentos de maior complexidade, em diferentes cidades do Brasil.

Cielo (CIEL3)

A Cielo (CIEL3) informou que o valor final por ação dos Juros Sobre Capital Próprio  (JCP), referentes ao 1o trimestre de 2022, será de R$ 0,02420743314. Esse ajuste no  valor  por ação, que inicialmente era de R$ 0,02421156928, é devido à alteração na quantidade  de ações detidas em tesouraria pela companhia, para atendimento das obrigações   decorrentes do seu programa de remuneração baseado em ações. O valor total a ser pago   a título de JCP, no montante de R$ 65,1 milhões, não sofreu alteração.

O pagamento será realizado no dia 24 de maio de 2022, com base na posição acionária de 10 de maio de 2022, sendo as ações de emissão da companhia negociadas ex juros sobre capital próprio desde 11 de maio de 2022.

(Com Reuters e Agência Brasil)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe