Bolsas européias fecham em forte queda influenciadas pelo mercado norte-americano

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas européias fecharam em forte queda nessa quarta-feira, com o pessimismo das bolsas norte-americanas influenciando o mercado europeu. A manutenção da taxa básica de juros dos EUA em 6,5% pelo FED decepcionou boa parte dos investidores, mesmo considerando que a decisão já era esperada por analistas. No pregão de hoje, as bolsas norte-americanas também apresentavam fraco desempenho, com a bolsa eletrônica Nasdaq recuando 4,71%, e o índice Dow Jones da Bolsa de NY em queda de 1,06% até o momento. Os destaques negativos no mercado europeu ficavam com os papéis dos setores de tecnologia e telecomunicações.

A Bolsa de Londres encerrou suas negociações em queda, com o índice FTSE-100 perdendo 1,88%. As empresas de tecnologia ARM Holdings (-13,3%), Logica (-7,2%) e Misys (-6,3%) figuraram entre as maiores quedas dentro do índice. A administradora de fundos Amvescap (-7,5%) e a fabricante de componentes de telecomunicações Spirent (-6,5%) também apresentaram quedas, além das empresas de telecomunicações Colt Telecom (-5,4%) e Vodafone (-3,8%). Já os principais destaques positivos do pregão ficaram com a empresa química Imperial (+4,8%) e a companhia de bens de consumo Unilever (+4,3%).

Em Paris, o índice CAC 40 apresentou forte queda de 3,23%. As principais quedas do índice ficaram com a fabricante de equipamentos de telecomunicações Alcatel (-12,2%), a tecnológica STMicroeletronics (-6,6%) e as empresas de mídia Thomson (-6,5%) e TF1 (-4,6%). As ações da holding Bouygues (-6,5%), da empresa de consultoria em tecnologia CAP Gemini (-4,9%) e da France Telecom (-4,8%) também apresentaram fracos desempenhos, enquanto as principais altas do dia ficaram com a aeroespacial EADS (+4,1%) e com a farmacêutica Sanofi Synthelabo (+1,5%).

Em Frankfurt, o índice DAX 30 operava em queda de 2,78%, às 15h00 de Brasília. A fabricante de componentes eletrônicos Epcos (-8,5%) e as empresas de tecnologia SAP (-7,9%), Siemens (-6,4%) e Infineon Technology (-6,3%), apresentavam as maiores quedas dentro do índice. Os bancos Dresdner Bank (-5,3%) e Deutsche Bank (-4,2%) também registravam perdas significativas, assim como as ações da Deutsche Telekom, que recuavam 3,0%. Os destaques positivos do pregão ficavam com os papéis das empresas químicas Basf (+1,1%) e Bayer (+0,6%).

A Bolsa de Madri encerrou suas negociações em acentuada queda, com o índice IBEX 35 registrando baixa de 4,23%. Os principais destaques negativos do pregão ficaram com os papéis do provedor de internet Terra Networks (-14,7%), da empresa de biotecnologia Zeltia (-8,5%), da Telefônica (-5,9%) e do banco BSCH (-5,6%).











































Outros Mercados: Milão MIB 30 -2,20 %
Amsterdã AMS Exchange -2,28 %
Zurique Swiss Market -0,92 %
Lisboa BVL 30 -2,18 %
Moscou Moscow Times -2,56 %
Bruxelas BEL 20 +0,07 %
Istambul ISE National-100 -1,78 %
Estocolmo Stockholm General -4,41 %
Compartilhe