Bolsas européias fecham em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas européias fecharam em alta nesta quarta-feira, em função do bom
desempenho das ações dos setores automobilístico, financeiro e de mídia, principalmente
para as “blue-chips” da velha economia. Já os destaques negativos ficaram para o fraco
desempenho das empresas do setor farmacêutico e de telecomunicações, este último em
função do anúncio feito pela gigante norte-amricana de telefonia Worldcom de que seu lucro
para o quarto trimestre do ano pode ser menor.

Em Londres o índice FTSE apresentou alta de 0,30%, com os papéis da operadora Telewest
Communication apresentando a maior alta do pregão (+11,2%), seguida pela financeira
Amvescap (+6,5%) e pelas seguradoras Old Mutual (+3,8%) e CGNU (+3,7%) também
registraram altas significativas. Outros bons desempenhos foram apresentados pela
empresa de mídia British Sky (+4,5%) e pela alimentícia Cadbury Schweppes (+3,5%). Já os
destaques negativos foram as fabricantes de componentes e equipamentos de
telecomunicações Energis (-6,7%) e Cable & Wireless (-4,8%), além da empresa de telefonia
móvel Vodafone (-3,6%) e da British Telecom (-2,6%).
O índice CAC 40 da Bolsa de Paris subiu 0,18%, influenciado pelas ações da holding
Lagardere (+2,7%), da empresa de consultoria CAP Gemini (+2,6%), da montadora Renault
(+2,2%) e da companhia de mídia Canal+ (+1,9%)da montadora Renault (+%). Os papéis do
Carrefour (+1,8%) e do banco Credit Lyonnais (+1,7%), também apresentaram altas
consideráveis. Por outro lado as empresas farmacêuticas Aventis (-3,1%) e Sanofi-Synthelabo
(-0,7%), além da France Telecom (-1,0%), registraram as principais quedas do mercado
francês.

A Bolsa de Frankfurt, às 14:30 do horário de Brasília operava em leve alta, com o índice DAX
30 subindo 0,09%. As principais destaques positivos eram as automobilísticas Daimler
Chrysler (+3,2%) e Volkswagen (+2,7%), a empresa de tecnologia Siemens (+1,9%) e a
empresa química Degussa-Huels (+1,7%), enquanto as ações da companhia aérea Lufthansa
avançavam 1,1%. Em contrapartida a farmacêutica Schering (-4,3%) e a Deutsche Telekom (-
2,3%) registravam os piores desempenhos do pregão.

Na Bolsa de Milão, o índice MIB 30 subiu 1,02%. As ações dos bancos BCA Fideuram (+4,1%),
San Paolo (+2,4%) e Commerciale (+1,5%), e das seguradoras Generali (+3,0%) e Alleanza
(+2,5%)
impulsionaram o mercado italiano, enquanto as principais quedas ficaram com as empresas
de
telecomunicações; a Tecnost (-1,0%) e a Olivetti (-0,8%) foram os destaques negativos.






































Outros mercados: Madri IBEX 35 +0,54 %
Amsterdam AMS Exchange +0,61 %
Zurique Swiss Market +0,10 %
Lisboa BVL 30 +1,37 %
Moscou Moscow Times +2,10 %
Bruxelas BEL 20 +1,29 %
Estocolmo Stockholm General +1,01 %
Compartilhe