Bolsas européias apresentam bom desempenho no pregão desta terça-feira

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas européias apresentam bom desempenho nesta terça-feira, influenciadas pelo setor de tecnologia e pelas empresas da “velha economia”. Apesar de mais um fechamento negativo da bolsa eletrônica dos EUA Nasdaq, que recuou 1,08% no pregão de ontem, as principais bolsas européias registram ganhos em função do otimismo dos investidores quanto a um dia favorável no mercado norte-americano.

Em Londres, o índice FTSE-100 apresentava elevação de 0,51%, às 10h00 de Brasília. As principais altas eram registradas pelas ações da cervejaria South African Breweries (+5,0%), da empresa automobilística GKN (+4,9%) e dos bancos HSBC (+3,7%) e Royal Bank of Scotland (+3,5%). A seguradora Allied Zurich (+2,8%) e a petrolífera Shell (+2,6%) também apresentavam ganhos consideráveis. Em contrapartida, as farmacêuticas SmithKline Beecham (-3,5%) e Glaxo Wellcome (-3,4%) registravam novamente as principais quedas do pregão, ainda em função do anúncio da aprovação da fusão entre as duas empresas, concedido ontem pela Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC40 avançava 0,62%, tendo como principais desempenhos positivos do dia as ações da montadora Renault (+6,2%), da empresa de mídia Thomsom Multimedia (+4,1%), da fabricante de semicondutores STMicroelectronics (+3,9%) e da France Telecom (+3,7%). Os papéis da petrolífera Total Fina Elf (+3,0%) também registravam altas significativas, enquanto por outro lado, os destaques negativos ficavam com as ações da fabricante de equipamentos de telecomunicações Alcatel (-1,4%) e da varejista Carrefour (-1,2%).

Em Frankfurt, o índice DAX operava com variação positiva de 1,38%. As principais altas ficavam com as ações das empresas de tecnologia Infineon Technology (+4,2%), SAP (+2,5%) e Siemens (+2,3%), além dos papéis da montadora BMW (+2,5%) e da fabricante de componentes eletrônicos Epcos (+2,4%). Já as principais baixas do pregão ficavam com os papéis da varejista Preussag (-1,8%) e da Deutsche Telekom (-1,6%).

Compartilhe