Bolsas dos EUA operam em queda, temendo condição da economia global

Pedidos de auxílio-desemprego ficam acima do esperado; S&P rebaixa perspectiva para rating do Reino Unido

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As principais bolsas norte-americanas seguem em queda nesta quinta-feira (21). Além de indicadores econômicos piores que as estimativas, o mercado teme a situação dos ratings dos Estados Unidos, após a Standard & Poor’s ter reduzido a perspectiva para as notas de crédito do Reino Unido.

No plano corporativo, destaque para a forte queda dos papéis de bancos regionais, que anunciaram planos para levantar capital. Assim, as ações de Regions Financial (-16,87%), Fifth Third Bancorp (-11,41%) e Huntington Bancshares (-11,43%) têm desvalorização.

O número de pedidos de auxílio-desemprego ficou acima do esperado por analistas, atingindo 631 mil solicitações, como indica o Initial Claims.

GM

Aprenda a investir na bolsa

Cada vez mais perto do prazo final (primeiro de junho) estipulado pelo governo, a General Motors tenta renegociar contratos e reduzir custos. As ações da montadora avançam 15,17%, após o sindicato dos trabalhadores UAW (United Auto Workers) confirmar ter fechado um acordo com ela.

Segundo Juergen Reinholz, Ministro da Economia de Thuringia (Alemanha), o governo do país fornecerá metade do 1,5 bilhão de euros (US$ 2,1 bilhões) nos empréstimos para a Opel, divisão da GM.

Bolsas caem

O índice Nasdaq Composite, que concentra as ações de tecnologia, opera em desvalorização de 2,69% e atinge 1.681 pontos.
O S&P 500, que engloba as 500 principais empresas dos EUA, negocia em baixa de 2,40% a 882 pontos.

Por fim, o Dow Jones, que mede o desempenho das 30 principais blue chips norte-americanas, cai 2,21%, chegando a 8.236 pontos.

%Var DiaPontos%Var 30D%Var Ano
Dow Jones-2,218.236+3,35-6,15
S&P 500-2,40882+3,73-2,38
Nasdaq-2,691.681+2,28+6,61