Bolsas da Europa fecham em queda, após CPI abalar convicção de alívio monetário forte nos EUA

Em Londres, o índice referencial terminou a sessão na mínima do dia

Estadão Conteúdo

(IR_Stone/ Getty Images)

Publicidade

As bolsas da Europa fecharam o pregão desta quinta-feira, 11, em queda, após a aceleração da taxa anual da inflação ao consumidor (CPI) em dezembro nos Estados Unidos abalar a convicção sobre um ciclo de alívio monetário intenso pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). Os dados dos Estados Unidos apagaram o leve ganho visto nos mercados acionários europeus pela manhã. As ações do setor bancário na região acompanharam as pressões sobre papéis similares em Wall Street. Em Londres, o índice referencial terminou a sessão na mínima do dia.

Em conferência realizada no período da manhã, o economista-chefe do Citi na Europa, Arnaud Marès, alertou que as taxas de inflação, apesar de em queda, demonstraram ser mais resistentes do que o imaginado, e um choque de oferta provocado pelos conflitos geopolíticos que “evoluem paralelamente” pode prejudicar os planos do Banco Central Europeu (BCE) e de outros BCs de cortar juros no primeiro semestre deste ano.

Em Londres, o índice referencial FTSE 100 fechou na mínima intradiária, com perda de 0,98%, aos 7.576,59 pontos. Entre as instituições bancárias, o Barclays perdeu 4,77% e o Lloyds caiu 3,77%.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Os papéis da M&S cederam 5,51%, após a rede varejista citar desafios de curto prazo a despeito do desempenho robusto de vendas na temporada natalina. Na contramão, a Whitbread subiu 2,28%, após a rede de hotelaria e restaurantes anunciar crescimento de 9% nas vendas no terceiro trimestre, com as hospedagens computando aumento de 11% diante da forte demanda em Londres e em outras regiões. A companhia respaldou suas projeções para o ano fiscal de 2024.

Em Frankfurt, o índice Dax terminou em queda de 0,86%, aos 16.547,03 pontos. Já em Paris, o CAC 40 caiu 0,52%, para 7.387,62 pontos. Já em Milão, o FTSE MIB cedeu 0,66%, a 30.249,16 pontos.

Em Madri, o índice Ibex 35 recuou 0,62%, aos 10.004,90 pontos. As ações da Grifols derreteram 16,17%, prolongando as perdas após a acusação do fundo de hedge Gotham City de que companhia farmacêutica manipulou dados para ocultar dívida em balanço. A empresa disse na quarta-feira (10) que tomará medidas legais contra a Gotham City.

Continua depois da publicidade

A Bolsa de Lisboa perdeu 0,19%, terminando a sessão em 6.589,57 pontos.

*Com informações da Dow Jones Newswires