Bolsas da Europa caem com cautela antes do BCE e petróleo

Ações da BP caem mais de 3% e as da Shell, 2,14%

Estadão Conteúdo

Publicidade

As bolsas da Europa fecharam em baixa nesta terça-feira, 4, pressionadas pela queda de petroleiras e bancos, enquanto prevaleceu ainda um ambiente de cautela antes da decisão do Banco Central Europeu (BCE) na próxima quinta-feira, 6. Além disso, há ainda sinais de enfraquecimento da economia dos Estados Unidos com a divulgação de indicadores abaixo do esperado.

O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,49%, a 517,30 pontos.

Um sentimento de aversão a risco ganhou força na Europa antes de o BCE fazer seu anúncio de política monetária, na quinta. É amplamente esperado que o BCE corte os juros básicos da zona do euro em 25 pontos-base, mas surgiram incertezas sobre possíveis novas reduções após a inflação do bloco acelerar em maio.

Continua depois da publicidade

Em Milão, Unicredit recuou 4,16%, ajudando a pressionar o FTSE MIB ao recuo de 1,14%, a 34.276,02 pontos, assim como a queda de outros bancos. Em Lisboa, o BCP caiu 3,04%, sendo o principal recuo do dia do PSI 20, que caiu 1,08%, a 6.843,63 pontos.

Em Frankfurt, o DAX teve queda de 1,02%, a 18.417,54 pontos. Em Paris, o CAC 40 recuou 0,75%, a 7.937,90 pontos. Em Madri, o Ibex35 caiu 0,97%, a 11.286,40 pontos.

“Não ajudou a situação a queda nos preços do petróleo, uma vez que a surpreendente decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de começar a reverter alguns dos seus cortes de produção antes do final do ano chegou ao mercado. Os pesos pesados do índice BP e Shell, bem como outros nomes de recursos, ficaram em desvantagem”, afirma Russ Mould, diretor de investimentos da AJ Bell.

Continua depois da publicidade

Em Londres, as ações da BP caíram 3,80%. Além da queda no petróleo, a S&P Global divulgou que os planos da BP de usar 80% de todo o excedente de caixa para recomprar ações dos acionistas farão com que ela tenha dificuldades para reduzir suas dívidas.




Ainda na cidade, a Shell recuou 2,14%, enquanto o FTSE 100 caiu 0,37%, a 8.232,04 pontos.

A abertura de postos de trabalho nos Estados Unidos diminuiu para 8,059 milhões em abril, de acordo com o relatório Jolts. O resultado ficou abaixo da previsão de analistas consultados pela FactSet, de 8,360 milhões de vagas. “A divulgação do payroll de sexta-feira também está em foco, enquanto os investidores aguardam a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) na próxima semana”, afirma Mould.

Continua depois da publicidade

Já a Maersk elevou a sua orientação para o ano inteiro pela segunda vez em pouco mais de um mês, à medida que as perturbações no Mar Vermelho e a forte procura de transporte marítimo continuam a impulsionar as taxas de frete globais. Em Copenhague, a ação da empresa chegou a disparar após a notícia, mas terminou o dia recuando 0,58%.

Tópicos relacionados