Bolsas da Europa ampliam perdas, com menor expectativa de corte de juros pelo BCE

A falta de apetite por risco domina a Europa desde ontem, quando dirigentes do BCE se mostraram cautelosos em relação a eventuais reduções de juros em 2024

Estadão Conteúdo

Sede do Banco Central Europeu (Bloomberg)

Publicidade

São Paulo, 16/01/2024 – As bolsas europeias operam em baixa na manhã desta terça-feira, ampliando perdas de ontem, à medida que investidores contiveram as expectativas para cortes de juros após recentes comentários de autoridades do Banco Central Europeu (BCE). Dados de inflação ao consumidor (CPI) da Alemanha e de desemprego e salários do Reino Unido também estão no radar.

Por volta das 6h20 (de Brasília), o índice pan-europeu Stoxx 600 tinha perda de 0,40%, a 472,29 pontos.

A falta de apetite por risco domina a Europa desde ontem, quando dirigentes do BCE se mostraram cautelosos em relação a eventuais reduções de juros em 2024. Para Joachim Nagel, que também é presidente do BC alemão (Bundesbank), esse é um assunto que poderá começar a ser debatido apenas durante o verão europeu, que terá início em meados de junho. Robert Holzmann, chefe do BC austríaco, por sua vez, disse ser possível que o BCE sequer corte juros este ano. Ambos falaram em Davos, na Suíça, onde participam do Fórum Econômico Mundial.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Por outro lado, pesquisa do Reino Unido mostrou nova desaceleração no avanço dos salários e desemprego estável no trimestre até novembro, aumentando as chances de eventual relaxamento monetário por parte do Banco da Inglaterra (BoE), fator que derrubou a libra mais cedo. Já na Alemanha, foi confirmado que a inflação ao consumidor (CPI) acelerou no fim do ano passado.

Da agenda dos EUA, a continuidade da temporada de balanços é o que há de mais relevante hoje. Dois outros grandes bancos americanos – Goldman Sachs e Morgan Stanley – divulgam resultados trimestrais nas próximas horas.

Às 6h35 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,43%, a de Paris recuava 0,40% e a de Frankfurt cedia 0,52%. Já as de Milão, Madri e Lisboa tinham baixas de 0,44%, 0,78% e 0,56%, respectivamente.