Bolsas da Ásia fecham sem direção única, à espera de dados de empregos dos EUA

Na China continental, os mercados ficaram mistos, com baixa de 0,26% do Xangai Composto

Estadão Conteúdo

Telões mostram cotações acionárias em Hong Kong
(Foto: REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)
Telões mostram cotações acionárias em Hong Kong (Foto: REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)

Publicidade

São Paulo, 05/07/2024 – As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta sexta-feira, enquanto investidores aguardam novos dados do mercado de trabalho dos EUA, que podem influenciar a trajetória dos juros básicos americanos.

O índice japonês Nikkei ficou estável em Tóquio, em 40.912,37 pontos, após renovar máxima histórica no pregão anterior, enquanto o sul-coreano Kospi avançou 1,32% em Seul, a 2.862,23 pontos, atingindo o maior nível em 29 meses, após tanto a Samsung Electronics (alta de 3%) quanto a LG Electronics (alta de 2,7%) estimarem forte avanço nos lucros trimestrais, o Hang Seng caiu 1,27% em Hong Kong, a 17.799,61 pontos, e o Taiex registrou leve alta de 0,14% em Taiwan, a 23.556,59 pontos.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita 

Continua depois da publicidade

Na China continental, os mercados ficaram mistos, com baixa de 0,26% do Xangai Composto, a 2.949,93 pontos, e alta de 0,52% do menos abrangente Shenzhen Composto, a 1.590,88 pontos.

Investidores na Ásia e em outras partes do mundo aguardam o relatório de emprego dos EUA, o chamado payroll, que pode ser decisivo para as chances de o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) começar a cortar juros neste segundo semestre.

Na Oceania, a bolsa australiana encerrou a sessão no vermelho, pressionada por ações de bancos e mineradoras. O S&P/ASX 200 caiu 0,12% em Sydney, a 7.822,30 pontos.

Continua depois da publicidade

*Com informações da Dow Jones Newswires