Bolsas asiáticas fecham em queda, influenciadas pelo mercado norte-americano

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas asiáticas fecharam em queda nessa quinta-feira, acompanhando a desvalorização do mercado norte-americano. O pessimismo dos investidores nos EUA não representa somente uma reação negativa à manutenção das taxa de juros por parte do Federal Reserve (Fed), mas sim ao anúncio do banco central norte-americano priorizando o desaquecimento econômico do país que pode se reverter em recessão, em contrapartida ao risco de inflação. O mercado foi fortemente influenciado pelas previsões de piores resultados das empresas para os próximos trimestres, desta vez, a AT&T e outras empresas de tecnologia de rede de Internet divulgaram profit warning, dizendo que não atingiram o consenso inicial quanto aos resultados. Além disso, a corretora Merrill Lynch rebaixou os papéis da IBM, Cisco e da HP devido à redução mundial da demanda por microcomputadores pessoais associados ao menor gasto corporativo com tecnologia de informação. As bolsas norte-americanas registraram perdas consideráveis no pregão de ontem, principalmente a bolsa eletrônica Nasdaq, que recuou 7,12%, a sétima maior queda da sua história, registrando o nível mais baixo desde 23 de março de 1999. Os destaques negativos do mercado asiático ficaram com os papéis dos setores de tecnologia e telecomunicações.

Em Tóquio, o índice Nikkei 225 apresentou forte baixa de 3,53%, atingindo 13.423 pontos, e acumulando queda de mais de 10,0% somente nos últimos seis pregões. As principais baixas ficaram com as empresas do setor de semicondutores Advantest (-12,3%) e Rohm (-11,9%), além das fabricantes de equipamentos eletrônicos Toshiba (-5,4%) e Sony (-4,0%), e da fabricante de computadores Fujitsu (-4,3%). A holding Softbank (-7,8%), que possui investimentos em diversas empresas listadas na bolsa eletrônica norte-americana Nasdaq, e as companhias de telecomunicações NTT DoCoMo (-6,7%) e NTT (-4,4%) também apresentaram fraco desempenho. Por outro lado, as ações da Japan Telecom subiram mais 2,2% ainda em função da notícia de que a operadora britânica Vodafone comprou 15% da empresa japonesa, por cerca de US$ 2,2 bilhões.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou o pregão em baixa de 1,82. As principais quedas do dia ficaram com a fabricante de computadores Legend Holdings (-7,6%) e com as empresas de telecomunicações China Móbile (-5,9%), Hutchinson Whampoa (-2,1%) e China Unicom (-2,0%). Outros destaques negativos ficaram com as ações da holding Johnson Electric (-5,0%) e com o banco HSBC (-1,3%). Em contrapartida, as principais altas foram apresentadas pela Guangdong Investments (+5,8%) e pela companhia imobiliária Amoy Properties (+4,1%).

A Bolsa de Taiwan fechou em queda de 2,64%, influenciadas pelas ações do setor de tecnologia. Os destaques ficaram com as empresas Mosel (-3,5%), United Microelectronics (-3,3%) e Taiwan Semiconductor (-3,1%).





































Outros mercados: Austrália All Ordinaries -1,79%
Cingapura Straits Times -1,58%
Coréia do Sul Kospi -0,45%
Filipinas PSE Composite -1,49%
Indonésia Jakarta Composite +0,06%
Malásia KLSE Composite -0,64%
Tailândia SET +0,13%
Compartilhe