Wall Street

Bolsas americanas disparam 9% após discurso de Trump, no melhor pregão desde 2008

Índices recuperaram parte das perdas dos últimos dias, mas não evitaram fechar a semana no vermelho

SÃO PAULO – As Bolsas dos Estados Unidos subiram mais de 9% nesta sexta-feira (13) e registraram seu melhor pregão desde 2008 após o discurso do presidente americano, Donald Trump, que declarou estado de emergência nacional por conta do coronavírus e liberou US$ 50 bilhões para combater os impactos da Covid-19.

O Dow Jones subiu 9,36%, a 23.185 pontos, enquanto o S&P 500 teve ganho de 9,29%, a 2.711 pontos. Já a Nasdaq teve valorização de 9,35%, aos 673 pontos.

A alta histórica, contudo, veio sob o gosto amargo das quedas recentes. Ontem, os índices caíram mais de 4% diante da declaração da Organização Mundial da Saúde (OMS) do coronavírus como pandemia. Apesar do rali de hoje, as Bolsas por lá fecharam a semana no vermelho.

PUBLICIDADE

Mais cedo, os índices já subiam na esteira do anúncio do Federal Reserve, que vai oferecer mais de US$ 1,5 trilhão em liquidez ao mercado monetário através de operações de recompra reversa.

Pelo cronograma, a autoridade monetária ofertará hoje US$ 500 bilhões em títulos de três meses e US$ 500 bilhões em títulos de um mês. Para os próximos 30 dias, a intervenção total se aproximará de US$5 trilhões.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!