AO VIVO Por Dentro dos Resultados: Alpargatas (ALPA4) - os detalhes do resultado da empresa em 2020 em entrevista ao vivo com CEO

Por Dentro dos Resultados: Alpargatas (ALPA4) - os detalhes do resultado da empresa em 2020 em entrevista ao vivo com CEO

Mercado

Bolsa perde 25 mil CPFs e estrangeiros “dominam” o ano; veja o balanço de 2014

Número de contas de investidores pessoas físicas no mercado passou de 589.276 no final de 2013 para 564.116 no encerramento do ano passado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A bolsa brasileira viu em 2014 mais uma vez os investidores estrangeiros aumentarem sua participação, passando de 43,7% em 2013 para 51,2% no ano passado, segundo informações do balanço de operações divulgado pela BM&FBovepsa nesta quarta-feira (7). Essa foi a única “categoria” de investidor que aumentou, sendo que os institucionais caíram de 32,8% para 28,9%, enquanto pessoas físicas passaram de 15,2% para 13,7%. Já as instituições financeiras ficaram com 5,1%, ante 7,4% no ano passado e as empresas se mantiveram com 1%.

Enquanto isso, o número de contas de investidores pessoas físicas no mercado passou de 589.276 no final de 2013 para 564.116 no encerramento do ano passado. O volume financeiro da BM&FBovespa em 2014 foi de R$ 1,80 trilhão, praticamente o mesmo de um ano antes, quando ficou em R$ 1,83 trilhão. A média diária de volume financeiro atingiu R$ 7,29 bilhões, levemente abaixo de 2013, que ficou em R$ 7,41 bilhões.

O valor de mercado das 363 empresas com ações negociadas na Bolsa ao final de 2014 atingiu R$ 2,24 trilhões, ficando R$ 170 bilhões abaixo dos R$ 2,41 trilhões do ano anterior. Enquanto isso, o volume financeiro das operações com empréstimo de ações na BM&FBovespa chegou a R$ 735,01 bilhões, em 1.518.369 operações, ficando abaixo do volume registrado em 2013, que foi de R$ 1 trilhão, em 1.693.151 operações.

Já no segmento BM&F, foram registrados 590.242.458 contratos negociados em 2014, ante 705.173.503 registrados um ano antes. Com isso, o volume financeiro alcançou R$ 73,21 trilhões no ano que terminou, contra R$ 54,92 trilhões em 2013.

Em 2014, o futuro de juro (DI) atingiu a marca de 286.125.664 contratos negociados, ante 394.055.420 de 2013, enquanto o dólar comercial futuro ficou em 82.365.540 contratos negociados, contra 83.426.499 um ano antes. Por fim, o futuro de Ibovespa negociou 20.496.231 contratos em 2014, ante 20.443.962 no ano anterior. Já os contratos futuros e de opções de commodities chegaram a 2.526.905, ante 2.203.688 em 2013.

O mercado disponível de ouro (250 gramas) negociou, em 2014, 12.754 contratos, ante 11.682 em 2013, com o volume financeiro totalizando R$ 309,68 milhões no ano que terminou, contra R$ 284,70 milhões no ano anterior. Enquanto isso, o volume de dólares negociados no mercado interbancário brasileiro e registrados para liquidação foi de US$ 352,80 bilhões, com 29.421 negócios, ante US$ 533,66 bilhões e 34.633 negócios em 2013.