Mundo

Bolsa de Xangai dispara 5% e puxa Ásia; Europa oscila à espera de dados nos EUA

Os principais índices acionários asiáticos reduziram as perdas fortes vistas no início da sessão desta segunda-feira na esteira do salto da bolsa chinesa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As bolsas europeias operam entre perdas e ganhos antes de dados da economia norte-americana, que podem mostrar vigor e reforçar os argumentos para que o Federal Reserve eleve a taxa de juros. Além disso, o PMI (Índice Gerente de Compras) da zona do euro ficou abaixo do previsto. Na China, a bolsa subiu 5%, recuperando as perdas da quinta-feira, quando os investidores se encheram de temores de que o governo possa intervir no mercado para evitar uma bolha. 

Voltando à Europa, o mesmo velho driver de cautela se mantém, com investidores esperando por acordo da Grécia com seus credores. 

Os principais índices acionários asiáticos reduziram as perdas fortes vistas no início da sessão desta segunda-feira na esteira do salto da bolsa chinesa, com investidores concentrando-se em pontos positivos de duas pesquisas sobre a atividade industrial da China. O índice japonês Nikkei conseguiu fechar com uma leve alta, marcando o 12º avanço consecutivo e a maior sequência de ganhos desde 1988.

Aprenda a investir na bolsa

A bolsa em Xangai saltou quase 5% com agentes do mercado analisando as pesquisas e também declarações publicadas pela imprensa do país afirmando que a tendência de alta nas bolsas ainda não acabou.

Grandes jornais com apoio estatal tinham artigos de primeira página dizendo que apesar da queda na quinta-feira, quando os principais índices do país perderam mais de 6%, os fundamentos do avanço recente continuam inalterados.

(Com Reuters)